Toyota está produzindo robôs para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020

Por Redação | 24 de Julho de 2019 às 08h43
Tech Crunch
Tudo sobre

Toyota

Saiba tudo sobre Toyota

Ver mais

Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos que vão acontecer em 2020 na cidade de Tóquio estão cada vez mais próximos, e vão contar com algumas novidades desenvolvidas pela Toyota: robôs. A empresa japonesa está sendo responsável pela criação de pelo menos cinco robôs (já que, por enquanto, foram apenas cinco anunciados) cuja finalidade é auxiliar em tarefas como transporte de equipamentos, bebidas e alimentos, locomoção de atletas e participantes, fornecer informações e até mesmo promover a experiência de jogar algumas modalidades de maneira remota.

Someity e Miraitowa

Robôs baseados nos mascotes Someity (esquerda) e Miraitowa (direita)

Os principais robôs produzidos pela Toyota para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020 são baseados nas próprios mascotes oficiais de Tóquio: Someity e Miraitowa. Eles estão equipados com câmeras e olhos digitais capazes de gerar expressões em resposta às interações com os seres humanos, além de braços e pernas que podem se mover. A proposta é que os dois robôs fiquem responsáveis por recepcionar o público durante a realização dos jogos, mas há um projeto envolvendo espalhar as mascotes pelo Japão e levar as criaças a experimentarem algumas modalidades dos jogos olímpicos remotamente.

THR-3

Diferente das mascotes, o robô nomeado THR-3 foi desenvolvido pensando na articulação. Sua principal proposta é oferecer a experiência remota de como é estar nos jogos, então pode transmitir imagens e sons e espelhar movimentos em tempo real. Confira um vídeo em que os THR-3, juntamente com Someity e Miraitowa, é apresentado:

T-TR1

Caption

Um robô com um design muito menos humanóide que o THR-3, o T-TR1 conta com uma base e um display vertical, cuja finalidade é permitir que atletas olímpicos conversem em tempo real com seus fãs por meio de videoconferência, para que sintam como se estivessem verdadeiramente lá no local, frente a frente com os atletas participantes dos Jogos de 2020.

Human Support Robot (HSR) e Delivery Support Robot (DSR)

O Human Support Robot (HSR) é destinado a orientar o público a encontrar seus assentos nos locais dos eventos e, também, transportar itens leves como lanches e brindes até seus assentos, enquanto assistem às partidas. Já o Delivery Support Robot (DSR) é responsável pela distribuição de bebidas e snacks como amendoim ou pipoca, como um substituto moderno e high tech de um vendedor ambulante. Os pedidos, inclusive, podem ser feitos por meio de um tablet.

Field Support Robot (FSR)

Por sua vez, o Field Support Robot (FSR) é mais voltado a auxiliar os atletas mesmo, diferente dos outros, sob a premissa de apanhar o mais rápido possível alguma coisa que tenha sido arremessada, como um dardo ou uma bola, e devolver ao seu local de destino.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.