Santo André é a cidade que oferece maior número de serviços digitais no Brasil

Por Rui Maciel | 25 de Agosto de 2020 às 16h15
Pixabay

A cidade de Santo André, localizada na região metropolitana de São Paulo, é a que mais oferece serviços inteligentes para sua população. O município ocupa a primeira colocação do ranking de Serviços de Cidades Inteligentes, relação desenvolvida pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia, Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil) e  pela Teleco, divulgado nesta terça-feira (25). 

Santo André: cidade da região metropolitana de São Paulo é a que oferece mais serviços inteligentes à população (Imagem: Wikipedia)

De acordo com o levantamento, Santo André possui 20 dos 26 serviços inteligentes pesquisados, com a seguinte utilização:

  • 23.000 usuários/mês do serviço de estacionamento rotativo (Zona Azul)
  • Foram emitidos 569.205 boletos de tributos
  • 360.481 certidões emitidas ao longo de 2019
  • 22,2 mil usuários/mês do aplicativo de horários de transporte público por mês
  • 2 mil usuários/mês utilizam o celular/tablet na sala de aula
  • 22% de cruzamentos com semáforos inteligentes
  • 3 mil câmeras de vigilância
  • 659 aparelhos de telegestão (90% instalado em luminárias LED)

Além de Santo André, a relação das dez cidades que mais oferecem serviços inteligentes para seus cidadãos traz ainda Recife na segunda colocação, Uberlândia na terceira (aliás, a cidade do Triângulo Mineiro é a única a aparecer tanto no Top 10 de Cidades Inteligentes, quanto no Ranking das Cidades Amigas da Internet, que estimula serviços de telecom), Fortaleza em quarto e Belo Horizonte em quinto. Completam a relação Rio de Janeiro (6º), Campo Grande (7º), Juiz de Fora (8º), Vitória (9º) e Londrina (10º). 

Uberlândia: cidade mineira é a única a aparecer no top 10 de cidades inteligentes e também entre as que oferecem mais estímulos para serviços de telecom (Imagem: Wikipedia)


Já as dez cidades que menos oferecem serviços inteligentes a sua população são: Florianópolis (SC - 91º), Anápolis (GO - 92º), Governador Valadares (MG - 93º), Caucaia (CE - 94º), Montes Claros (SP - 95º), Cariacica (ES - 96º), São João do Meriti (RJ - 97º), Taboão da Serra (SP - 98º), Franca(SP - 99º) e Itaquaquecetuba (SP - 100º). Destaque negativo para o estado de São Paulo, que possui quatro municípios entre os 10 piores. 

O Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes tem como objetivo identificar, entre os cem maiores municípios brasileiros, aqueles com maior oferta de serviços inteligentes para o cidadão. Para realizar a avaliação, são considerados os serviços inteligentes - utilizados diretamente pela população e pela gestão municipal -  e também o acesso a esses serviços.

Entre as categorias analisadas, estão Mobilidade Urbana, e-Gov, Educação / Saúde e Meio Ambiente. E em cada uma destas categorias, são avaliados serviços como sensores de vagas para estacionamento, aluguel de bicicleta, controle de trânsito, emissão de licenças e boletos de tributos,  agendamento online de consultas, exames e internação, acesso remoto à conteúdos educacionais, medidores inteligentes de energia, alertas da Defesa Civil, entre outros.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.