OneWeb inaugura a primeira fábrica de satélites em escala industrial do mundo

Por Rafael Rodrigues da Silva | 22 de Julho de 2019 às 21h30

Nesta segunda-feira (22) a OneWeb Satellites - uma joint venture entre a Airbus e a OneWeb - inaugurou oficialmente sua primeira fábrica de satélites, num prédio de 9750 m² logo em frente ao Kennedy Space Center, na Flórida. A instalação será a primeira do mundo a fabricar satélites em escala industrial, e tem capacidade para montar dois desses equipamentos por dia - uma produção que será necessária para que a empresa cumpra a sua promessa de lançar 648 satélites em órbita nos próximos dois anos.

A fábrica foi toda projetada pela própria companhia, com duas linhas de produção independentes onde são utilizados diversos robôs e veículos autônomos para se otimizar o trabalho. Por enquanto, a empresa ainda não revela quando a fábrica estará operando em sua capacidade máxima, mas como os primeiros 34 satélites da empresa deverão ser lançados em dezembro deste ano, eles serão todos montados na nova fábrica, e será necessário que ela já esteja operando no máximo da capacidade em meados de agosto.

Os seis primeiros satélites da OneWeb, construídos na fábrica da Airbus em Toulouse (França), foram lançados à órbita em fevereiro deste ano, como o primeiro passo da companhia em seu plano de uma oferta de internet banda larga em escala global. Na semana passada, a empresa revelou que esses satélites já estão funcionando, e testes mostraram que eles permitem uma conexão à internet de 400 mb/s com uma taxa de latência de 30 ms.

Primeira fábrica da OneWeb Satellites, inaugurada na Flórida (Foto: Jeff Foust/SpaceNews)

Durante a inauguração, Greg Wyler, fundador e presidente da OneWeb, reafirmou o seu sonho de fazer com que todas as escolas do mundo estejam conectadas à internet até 2022, já que a malha de satélites da empresa permitirá levar essa conexão à rede mundial de computadores até mesmo no confins mais remotos do planeta.

Mas isso não quer dizer que o objetivo da empresa é apenas educacional. A companhia está pronta para vender seu sistema para outros fins, e vê seu produto como algo incrivelmente interessante para pessoas que vivem em áreas rurais ou ainda para empresas de transportes (como companhias de ônibus e de entregas), que poderiam oferecer uma conexão de qualidade para seus funcionários e passageiros independente de onde o veículo estiver.

Ainda que o cliente principal da nova fábrica seja a própria OneWeb, a empresa não descarta a possibilidade de vender seus serviços para outros interessados. Um exemplo é a licitação para o programa Blackjack da DARPA (Agência de Pesquisa e Projetos Avançados de Defesa), que a AIrbus ganhou em janeiro deste ano, e que irá pesquisar como pequenos satélites comerciais civis podem ser utilizados para propósitos militares.

Fonte: SpaceNews

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.