Apple está desenvolvendo seus próprios satélites de internet

Por Wagner Wakka | 20 de Dezembro de 2019 às 12h40
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple tem um grupo voltado para desenvolver satélites que fornecerão conexão de internet para iPhones. De acordo com reportagem da Bloomberg, a empresa contratou uma dúzia de especialistas com experiência em indústrias aeroespaciais, que têm expertise quando o assunto são satélites e antenas. O projeto tem cronograma de cinco anos para que seja implementado.

O veículo disse ter conversado com pessoas próximas ao projeto, que pediram para não serem identificadas. Contudo, elas informaram que a ideia ainda está no começo e que pode, inclusive, ser abandonada. Além disso, também não há um caminho claro sobre como os satélites serão feitos.

Por outro lado, o CEO da Apple, Tim Cook, disse ter se interessado pela ideia e apontou que o projeto é uma prioridade dentro da empresa. A fabricante pode mirar na não-dependência por operadoras de telefonia para oferecer seus serviços. Assim, a oferta de internet por satélite seria um passo a mais para deixar o ecossistema da companhia ainda mais completo. Outra característica da ação seria melhorar a geolocalização em aparelhos da fabricante.

Com isso, a Apple pode se colocar no mercado de satélites de internet, como recentemente fez a SpaceX (de Elon Musk), com seu projeto Starlink, que já lançou cerca de 120 satélites rumo a uma constelação que pode contar com até 42 mil unidades. Entretanto, os entrevistados ainda não podem precisar se a criadora do iPhone vai lançar seus próprios satélites ou se aproveitará equipamentos de outras empresas para isso.

Ainda na reportagem, a Bloomberg também chama atenção para o fato de a Apple ter contratado mais engenheiros de comunicação para seu time, além de executivos do mercado aeroespacial e de dados em redes wireless.

O grupo tem sido liderado por Michael Trela e John Fenwick, dois ex-engenheiros espaciais. Eles criaram juntos a Skybox Imaging, uma empresa de fotos e vídeos por satélite que foi vendida ao Google em 2014. Segundo levantamento da Bloomberg, a dupla já está trabalhando para Apple desde 2017. Neste tempo, eles analisaram o que exatamente a companhia pode fazer no setor e o quanto vai custar. Contudo, o projeto teria recuado no meio deste ano, por conta da saída de Greg Duffy, quem comandava a dupla de engenheiros.

Já em 2020, a equipe responsável passa a trabalhar com a divisão de hardware, mas o cronograma de desenvolvimento do projeto é desconhecido. Procurada pelo Bloomberg, a Apple preferiu não comentar o vazamento.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.