Servidor compartilhado ou dedicado: qual opção eu devo contratar?

Por Bruna Rasmussen | 29 de Julho de 2013 às 20h20
photo_camera Reprodução

Seja para um site institucional, um sistema ou até mesmo para um e-commerce, é sempre importante ficar atento em relação aos servidores que hospedam essas aplicações. Na hora de decidir a forma de hospedagem, ainda é comum surgirem dúvidas sobre o que é um servidor dedicado e um servidor compartilhado. O Canaltech recorreu a quem entende do assunto para mostar a você qual é a melhor opção.

Servidor compartilhado

Caso você tenha um site ou blog com poucos acessos ou um serviço que esteja começando ou em fase de testes, o serviço de servidor compartilhado costuma ser o mais indicado. "Para sites institucionais, pequenos e-commerces e aplicações mais simples, geralmente o hosting compartilhado atende muito bem", afirma Luís Carlos dos Anjos, Gerente de Marketing Institucional da Locaweb, uma das principais empresas que fornecem serviços de hospedagem no Brasil.

No servidor compartilhado, como o próprio nome sugere, dezenas, ou até centenas de sites utilizam o mesmo ambiente. Com isso, tem-se a principal vantagem do uso compartilhado: preços baixos.

Por estar sob responsabilidade da empresa que administra o host, você também terá suporte no que diz respeito ao monitoramento e à manutenção do servidor, precisando se preocupar apenas em pagar a taxa mensal e em cuidar do seu site ou aplicação. "O hosting compartilhado elimina a necessidade de se ter um técnico focado no gerenciamento dessa máquina, pois todo o trabalho é feito pela empresa que presta o serviço", afirma Anjos.

Servidor dedicado

Segundo o Gerente de Marketing Institucional da Locaweb, "para rodar grandes aplicações, SAP, ERP, e-commerce e ambiente de missão crítica, o hosting dedicado é o mais indicado". Nessa modalidade existe apenas uma aplicação ou site no servidor, o que garante mais autonomia e segurança – mas também, mais trabalho e custos.

Servidor

Se no hosting compartilhado a responsabilidade pela máquina fica por conta da prestadora de serviço de hospedagem, o servidor dedicado deve ser gerenciado por um técnico da própria empresa. "Na maioria dos casos, ter um servidor dedicado requer um técnico dentro da empresa, especializado para gerenciar essa máquina. Algumas empresas oferecem, além do servidor, o serviço de gerenciamento desse hardware, que inclui instalação de sistema operacional, atualizações, ajustes de regra de firewall etc. Isso muitas vezes elimina a exigência de um técnico 100% dedicado ao gerenciamento dessa máquina", afirma.

Cada modalidade de hospedagem depende exclusivamente da sua demanda. Ao contratar um serviço como este, é sempre importante buscar entender algumas características como o tamanho da aplicação, o tipo de banco de dados, a quantidade de contas de e-mail inclusas, o sistema operacional do servidor e o SLA do serviço.

Fique atento também às garantias de segurança fornecidas pela empresa escolhida e, na hora de escolher a modalidade da hospedagem, lembre-se de que sempre é possível começar com um host compartilhado e depois, conforme a sua necessidade, fazer a migração para um servidor dedicado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.