Publicidade

Usuário compra Intel Core i9-13900K e recebe i7-13700K falsificado

Por| Editado por Jones Oliveira | 05 de Setembro de 2023 às 11h30

Link copiado!

Divulgação/Intel
Divulgação/Intel
Tudo sobre Intel

Um golpe vem sendo aplicado em marketplaces cada vez com mais frequência, com anúncios de venda de processadores Intel Core i9-13900K. Todavia, o que os compradores acabam recebendo é um Core i7-13700K, em um esquema difícil de ser identificado por pessoas mais desatentas. Isso porque a fraude consiste em substituir o dissipador integrado do i7-13700K pelo do modelo topo de linha, e vender o componente a preço de “promoção”.

A falsificação de componentes eletrônicos está crescendo nos últimos anos, principalmente com a popularização de marketplaces e sites de importação. Com preços muito abaixo do mercado, a maioria dos golpes envolve se aproveitar da falta de conhecimento técnico de alguns compradores.

Continua após a publicidade

Esquema elaborado

Segundo o usuário Much_Designer_8417, ele havia encomendado o processador topo de linha na Amazon e só identificou o golpe ao abrir o CPU-Z. Os criminosos removeram o dissipador integrado do Core i7-13700K e soldaram novamente o dissipador do modelo superior.

O processo em si não é tão complexo, mas exige ferramentas especializadas para desfazer a solda do componente. Essa prática, conhecida como de-lid (“tirar a tampa” em tradução livre), é comum entre comunidades de personalização para aplicar soluções térmicas mais agressivas e forçar overclocks bem superiores aos certificados pela fabricante.

Continua após a publicidade

Montar seu próprio PC é um processo cada vez mais fácil e acessível, então é natural que compradores com menos conhecimento técnico também tenham interesse. A compra ter sido realizada em um e-commerce renomado favorece ainda mais a legitimação do esquema.

A maioria das CPUs Intel de 13ª geração não apresentam gargalos de desempenho em uso convencional. Por essa razão, Much_Designer_8417 demorou para identificar que havia caído em um golpe, e isso sugere que outros usuários também possam ter sido lesados pelo esquema.

Continua após a publicidade

Algumas dicas auxiliam a se prevenir de fraudes desse tipo. A primeira delas é verificar na página do e-commerce qual a loja que está vendendo aquele produto. Caso não seja vendido e processado pelo próprio site, busque avaliações de usuários sobre a loja, principalmente as mais baixas.

Não é raro golpistas comprarem páginas de anúncio desativadas, já com boas avaliações, e alterarem o anúncio para vender produtos falsificados ou com defeito. Verifique também quando o perfil da loja foi criado, ultimas vezes que o vendedor esteve online e nome. Sempre desconfie de perfis com sequências muito grandes de letras e números aleatórios.

Fonte: Much_Designer_8417 via Reddit