Pasta térmica: o que é, pra que serve e como trocá-la

Por Victoria Thibes

A pasta térmica é um dos principais componentes do computador que ajudam a manter a temperatura de um processador baixa. Ela é um líquido viscoso, geralmente de cor branca ou prateada (dependendo de seu material), que é aplicado na superfície do processador junto do cooler.

Sua principal função é servir como condutor de calor e auxiliar em sua dissipação. Assim, ela auxilia o cooler na hora de manter o processador a uma temperatura adequada. Seu preço pode variar entre R$ 5 e R$ 50, dependendo da qualidade e do que é feita. As melhores pastas possuem prata em sua composição, que é um ótimo condutor de calor.

Por que e como trocar

Normalmente, processadores já vêm com uma pasta térmica aplicada de fábrica. No entanto, após alguns meses de uso, a pasta invariavelmente precisa ser trocada, pois fica dura, seca e, quando chega a esse ponto, já não serve mais para o que foi projetada. Em casos mais extremos, o processador pode até mesmo estar operando sem ela.

Se você sente que a temperatura do seu processador está aumentando sem explicação, talvez seja hora de você dar uma olhada e verificar a situação dela.

Caso você tenha optado por usar pasta mais barata, o ideal é que faça a troca dela pelo menos uma vez por ano. As de maior qualidade duram mais tempo - algumas chegam a 5 anos -, mas se não quiser correr riscos, vale a pena fazer essa manutenção de vez em quando.

O processo de troca da pasta térmica é bem simples e nós o explicaremos abaixo:

1. Desmonte o cooler

Essa é uma parte que pode gerar complicações. Não é difícil desencaixar o cooler do processador, mas você precisa ter certeza de que sabe o que está fazendo. Se você não tem certeza sobre como proceder, procure no site de seu fabricante pelas instruções. No caso deste guia, usamos um Intel Core i7-2600K, cujas informações podem ser encontradas nesta página.

Quando terminar de desencaixar o cooler, perceba que ele possui uma pasta encrostada e seca dos dois lados. Essa é a pasta térmica velha que precisa ser trocada.

Pasta térmica

2. Tire a pasta velha

Você pode proceder de duas formas para tirar a pasta velha: passar um pano com álcool isopropílico (no caso, é preciso desencaixar o processador), ou raspá-la com um utensílio plástico ou mesmo um pano seco (se a pasta não estiver muito dura). O álcool isopropílico é a melhor forma, mas se você não o tiver em casa, não há problema.

Pasta térmica retirando

Pasta térmica retirando 1

Pasta térmica retirando 1

Tome cuidado para não deixar cair pedaços de pasta velha em cima da placa mãe. Ela pode ficar colada e prejudicar os componentes.

3. Aplique a pasta nova

O erro mais comum de quem troca a pasta térmica é colocá-la demais achando que irá resfriar mais o processador. O que acontece, na verdade, é o contrário. Se você aplicar pasta em excesso ela poderá respingar para fora e fazer um grande estrago no seu processador. Fora isso, aplicá-la em grande quantidade poderá fazer com que a pasta perca sua característica de condutora e isolar o calor.

Por esses motivos, tenha em mente que apenas uma pequena gota é o suficiente. A pasta térmica precisa ser aplicada no centro do processador e não precisa cobrir toda a sua superfície.

Passando pasta térmica

Depois de pingar a pasta, espalhe-a no centro do processador de forma uniforme até formar uma camada fina.

Pasta térmica 1

Se você notar falhas, não tem problema: a pasta será pressionada pelo cooler e, dessa forma, irá acabar se espalhando por conta própria.

4. Recoloque o cooler

E é isso. Depois de passar a pasta, apenas encaixe o cooler novamente e pronto. Com a nova pasta térmica o seu processador deve retornar a sua temperatura normal de operação.

Fim pasta térmica
Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.