O que é MTBF?

O que é MTBF?

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 12 de Maio de 2022 às 08h15

Diversas peças de computador ou componentes em geral possuem uma sigla conhecida como MTBF (Tempo Médio Entre Falhas, na sigla em inglês), que é um valor feito para que o consumidor ou empresa possa ter uma estimativa de sua confiabilidade. Desta forma, torna-se possível calcular os custos de substituição de peças ou manutenção dos equipamentos, tornando sua administração mais previsível.

Cada fabricante utiliza a sua própria metodologia para calcular o MTBF, e por isso não é possível comparar dois produtos de fabricantes diferentes para obter uma média. Em geral, os testes consistem em colocar várias unidades de um componente para funcionar ao mesmo tempo: e o resultado obtido é a multiplicação das horas de funcionamento de todas elas juntas, dividido pela somatória de erros calculados.

Cálculo do MTBF pode ser realizado com múltiplas máquinas (Imagem: Auvo)

Por exemplo, se uma empresa colocar 2 mil discos rígidos para funcionar durante um mês seguido (720 horas), e dois deles apresentarem defeitos, o resultado é um defeito a cada 72 mil horas (2000 x 720/2).

Dentro de um ambiente empresarial, a área de TI costuma ser a que mais se preocupa com o MTBF, já que ela é a responsável pela manutenção dos equipamentos. O valor resultante dessa conta também é importante para a elaboração de planos de ação preventiva, evitando ao máximo os danos e a perda de produtividade.

O MTBF pode aparecer junto a outra sigla parecida, a MTTR. Enquanto a primeira diz respeito ao tempo médio entre falhas, a segunda pode definir quanto tempo é gasto para consertar um determinado componente. O cálculo do MTTR é ainda mais simples: basta dividir o tempo em que a peça está parada, pela quantidade de paradas registradas.

MTBF e MTTR são inversamente proporcionais (Imagem: Labone Consultoria)

Entretanto, é preciso fazer uma diferenciação importante. O MTBF não serve como uma espécie de garantia contra quebras — como o valor obtido pelos cálculos é apenas uma média, o dispositivo pode apresentar defeitos antes ou depois do prazo estimado.

Na hora de comprar um equipamento novo, é sempre bom olhar o valor do MTBF calculado pela empresa, em que valores maiores são mais positivos. Mas ele não deve ser levado em consideração de forma literal, pois é só uma estimativa de sua confiabilidade, e não um índice preciso.

Fonte: Fiix

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.