AMD tem prejuízo de 181 milhões de dólares no 2º trimestre de 2015

Por Redação | 17.07.2015 às 13:38

A fraca demanda do mercado de PCs no mundo continua a derrubar as receitas das fabricantes de hardware. A AMD é uma das empresas fortemente afetadas pela baixa compra de computadores nos últimos meses e a sua situação financeira está cada vez pior.

Apesar disso, a norte-americana mantém-se como a segunda maior fabricante de microprocessadores do mundo, porém, a queda do mercado está causando perdas acumuladas muito acima do esperado.

Depois de ter sido alertada no início do mês de que seus resultados não poderiam ser bons, a fabricante de chips viu seu valor de estoque perder quase 20%. Para piorar a situação, o relatório financeiro do segundo trimestre de 2015 divulgado nesta quinta-feira (16) revelou alguns números baixos.

A AMD registrou prejuízo líquido de 181 milhões de dólares ou 23 centavos por ação, tudo isso apenas no segundo semestre do ano. O prejuízo representa queda de 80% nos lucros da empresa em relação ao mesmo período do ano passado. As receitas também acompanharam a queda, totalizando 942 milhões de dólares, uma queda de cerca de 35% em relação ao mesmo período de 2014. No ano passado, aliás, a AMD anunciou uma receita de 1,44 bilhão de dólares.

Lisa Su, CEO da AMD, apontou que a companhia está em uma luta contínua na indústria. "O forte crescimento de receita sequencial em nosso segmento EESC e outros canais de negócios não foram suficientes para compensar desafios de curto prazo em nosso negócio de processadores para PCs devido à demanda menor do que a esperada, que impactou as vendas para OEMs", explicou.

Lisa ainda declarou que a estratégia da AMD é de longo prazo, o que sugere que novas perdas poderão acontecer nos próximos trimestres. "Nós continuamos a executar a nossa estratégia de longo prazo, enquanto navegamos no ambiente do mercado atual. Nosso foco está no desenvolvimento para a liderança computacional e nos produtos capazes de impulsionar o crescimento rentável em todos os nossos mercados-alvo".

Apesar da forte queda no trimestre, a AMD espera que a receita para o próximo trimestre aumente em até 6%.

Após a divulgação do relatório financeiro trimestral, as ações da AMD caíram cerca de 5% na bolsa de valores.

A AMD é responsável pelos processadores centrais e placas gráficas que integram o PlayStation 4 e o Xbox One, consoles que atualmente dominam o mercado de games no mundo. Isso faz com que a Sony e a Microsoft representem, juntas, mais de 25% das receitas totais da AMD.

No final do mês passado, fontes próximas da Microsoft afirmaram que a empresa estaria interessada em comprar a AMD, visto ela ser uma fornecedora importante para dispositivos e aparelhos da empresa.

Fonte: The Wall Street Journal

Fonte: http://www.zdnet.com/article/amd-q2-earnings-2015/