Microsoft estaria interessada em comprar a AMD

Por Redação | 30 de Junho de 2015 às 10h32

De acordo com fontes próximas a Microsoft, a empresa estaria conversando sobre a compra da Advanced Micro Devices, mais conhecida como AMD. Segundo as fontes, a gigante do software teria abordado a AMD há alguns meses e as conversas aparentemente já estão adiantadas.

A Microsoft tem trabalhado na venda de consoles por mais de dez anos e, em 2006, decidiu criar uma divisão dentro da companhia para o desenvolvimento e fabricação de chips e alguns componentes de hardware para seus equipamentos. Ainda que a empresa de Redmond tenha apostado nesta divisão, ela ainda tem utilizado chips da AMD e da NVIDIA para seus consoles Xbox One e aparelhos Zune, respectivamente.

Apesar da criação dessa divisão em específico, a fabricante do Windows teria percebido que não é capaz de desenvolver soluções competitivas para os seus próprios dispositivos e que a melhor alternativa seria comprar a divisão de hardware de outras fornecedoras.

Os detalhes da negociação entre Microsoft e AMD ainda não são conhecidos, tampouco a proposta que Redmond supostamente fez para a companhia de hardware. Apesar disso, sabe-se que a Microsoft possui US$ 95,3 bilhões em caixa, enquanto que o valor de mercado da AMD está em torno de US$ 1,81 bilhão. Portanto, não é difícil concluir que uma compra na atual circunstância não seria algo difícil para a gigante de software. Aliás, o valor atual de mercado da AMD é três vezes menor do que a Microsoft pagou pela ATI Technologies em 2006.

Outro fator que pode ter pesado na decisão de compra da AMD são os gastos que a Microsoft poderá poupar adquirindo uma companhia de hardware. Analistas estimam que a Microsoft paga cerca de US$ 100 para a AMD por cada chip do Xbox One. Levando em conta que são vendidos por ano 12,6 milhões de unidades do console, a Microsoft gasta, somente em chips, US$ 1,26 bilhão todo os anos. Além disso, considerando o quanto a empresa gasta com chips para seus smartphones e tablets, a economia anual poderia ser ainda maior.

Apesar da Microsoft não precisar exatamente comprar a AMD para continuar competitiva no mercado, levando em conta que muitos processadores e placas gráficas são oriundas de outros fabricantes, a empresa poderia repassar parte da economia aos seus clientes, o que poderia diminuir o preço do Xbox One, dos smartphones da linha Lumia e de outros dispositivos que necessitam de chips e componentes fabricados pela AMD. Isso forçaria concorrentes como a Sony, por exemplo, a tentarem desenvolver uma plataforma inteiramente nova por meio de tecnologias da Intel, NVIDIA, ARM ou Imagination Technologies ou escolher pagar a Microsoft em cada venda do PlayStation, tornando-se refém da sua principal concorrente no segmento de consoles.

Apesar dos rumores e das especulações, Microsoft e AMD se recusaram a comentar sobre o assunto.

Fonte: KitGuru

Fonte: http://www.kitguru.net/components/anton-shilov/microsoft-is-interested-to-buy-advanced-micro-devices-source/

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!