Qualcomm anuncia lucros e investimento menores na área operacional

Por Redação | 07 de Novembro de 2013 às 14h51

A Qualcomm noticiou ontem que irá diminuir suas despesas operacionais após o anúncio de que a previsão de receita para 2014 será abaixo das expectativas. De acordo com matéria veiculada pela Reuters, esse crescimento abaixo da média deve-se, principalmente, ao desenvolvimento de mercados emergentes, como a China, que apostam em aparelhos de baixo custo, segmento que a companhia ainda não tem grande expressão.

Com esse panorama em evidência, a empresa sediada em San Diego colocou seus gastos operacionais entre 5% e 7%, bem distante dos 20% investidos nos últimos três anos. Com essa nova estratégia em vista, o CEO da companhia, Paul Jacobs, afirmou que "a Qualcomm tem lançado novos chips mais rápido do que os usuários podem se adaptar", e ressaltou também que em um futuro próximo, a empresa deve adotar uma janela de tempo maior entre seus lançamentos junto à ampliação do foco em smartphones mais baratos. Essa política diferenciada será capaz de justificar o menor fluxo de investimento anunciado pela companhia.

Mas, para manter a taxa de crescimento de lucro dentro das expectativas, Jacobs afirmou que a Qualcomm quer manter-se focada nas oportunidades de maior desenvolvimento com pesados investimentos em aparelhos de baixo custo.

Ações e finanças

Para ficar mais claro como funciona esse sistema de lucros e investimentos e como a empresa está sendo afetada pelo crescimento do mercado de celulares de custo reduzido, basta notar que as ações da Qualcomm tiveram alta de 7%, enquanto a Taiwanesa Mediatek Inc., uma das grandes empresas no segmento de smartphones baratos da Asia, viu suas ações se valorizarem 30% em 2013.

No entanto, a Qualcomm anunciou, ainda na quarta-feira, que a previsão de lucro do ano fiscal de 2014 deve cair de US$ 27,5 bilhões para US$ 26 bilhões. Em todo caso, a empresa alcançou saldo positivo de US$ 6,48 bilhões no quarto trimestre fiscal desse ano. Crescimento 33% maior do que no mesmo período do ano passado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.