Hacker vazam dados de atores de "Game of Thrones" e prometem mais

Por Redação | 08 de Agosto de 2017 às 12h40
photo_camera Restler

A HBO está mais uma vez na mira de hackers, e agora os atores da série Game of Thrones acabaram no meio do fogo cruzado. Como uma forma de mostrar o alcance da invasão que realizaram aos servidores da companhia, criminosos liberaram na internet os números de telefones e informações pessoais de alguns dos astros do seriado medieval, que atualmente é uma das principais produções da TV.

E essa foi apenas mais uma demonstração de força, que serviu, juntamente com os vazamentos já realizados na última semana, para aumentar ainda mais o pedido de resgate exigido pelos hackers. Antes, os boatos é de que os pedidos eram de alguns milhares de dólares, mas agora, devido à sensibilidade das informações, a soma chega a US$ 15 milhões. Em troca, temporadas completas de seriados, informações de login e segredos corporativos da HBO não serão divulgados ao público.

As exigências vieram em um vídeo publicado na internet, no qual alguém identificado como Sr. Smith revela a quantidade de dados que os hackers possuem e também o método de pagamento. O comunicado é endereçado diretamente a Richard Pepler, CEO da HBO, e também a única pessoa com quem os criminosos aceitarão negociação. Eles pedem “seis meses de salário”, mostrando o tamanho do dinheiro que estão acostumados a receberem com invasões desse tipo.

No vídeo, também são revelados detalhes da invasão, com o hacker afirmando que sua equipe levou seis meses e gastou US$ 500 mil na compra de falhas e exploits para obter acesso aos servidores da HBO. O resultado foi o download de 1,5 TB de dados de todos os tipos, o que inclui não apenas episódios, mas também informações confidenciais e segredos corporativos.

Como forma de aproveitar o hype e iniciar o contato, na última semana o grupo já havia vazado o roteiro do quarto episódio de Game of Thrones, que era inédito até então, bem como alguns e-mails de Leslie Cohen, vice-presidente de produções da HBO. Episódios que ainda não foram ao ar, de shows como Ballers e Room 104, também foram disponibilizados na internet. Agora, porém, os criminosos voltaram com suas principais armas.

Além dos dados dos atores de Game of Thrones, fazem parte do pacote de 3,4 GB de dados mais roteiros da série medieval, inclusive de episódios que ainda não foram ao ar, bem como scripts e sinopses de outros seriados. No vazamento mais grave, entretanto, estão listas de processos recebidos pela HBO na Justiça, cartas de oferta de trabalho para executivos de alto escalão, apresentações internas discutindo novidades tecnológicas e mais de 30 mil e-mails do próprio CEO.

Na ameaça original, a HBO não havia concordado em pagar o resgate, mas não se pronunciou sobre as novas ameaças. Entretanto, a ideia aqui também deve ser negativa, já que o canal afirmou estar trabalhando junto às autoridades para chegar aos responsáveis. Originalmente a empresa havia afirmado que seus sistemas restritos não haviam sido atingidos pela invasão, algo que o novo vazamento de informações prova o contrário.

Enquanto isso, os hackers parecem sérios em seus propósitos e prometem que “o melhor” ainda está por vir. Eles ainda afirmam que a HBO é apenas o 17º alvo de invasões pelo grupo, e que, de todos que foram vitimados até hoje – sem nomes revelados –, apenas três não pagaram o resgate pedido.

Fonte: The Guardian