Guerra online do Anonymous contra o Estado Islâmico está ameaçada

Por Redação | 24.11.2015 às 09:19

Após declarar guerra ao autoproclamado Estado Islâmico (EI), o grupo de hackers ativistas Anonymous tem enfrentado alguns problemas internos e externos. O maior deles diz respeito à credibilidade das informações reveladas pelo grupo, especialmente sobre o vazamento de contas do Twitter supostamente ligadas aos terroristas que realizaram atentados em Beirute e Paris há duas semanas.

De acordo com o Daily Dot, um porta-voz do Twitter informou à publicação que os dados de mais de 20 mil perfis revelados pela chamada #OpParis são “amplamente imprecisos”.

“Nós não revisamos toda a lista postada pelo Anonymous, mas outros sites o fizeram e descobriram que ela era amplamente imprecisa e repleta de acadêmicos e jornalistas”, informou o porta-voz do Twitter. Segundo o Ars Technica, muitas contas que foram vinculadas ao grupo terrorista pelo vazamento do Anonymous apenas publicavam tweets em árabe ou retweetaram alguma conta ligada ao EI.

Outros grupos têm veiculado nas redes sociais um comunicado solicitando mais atenção das pessoas envolvidas nas ações online contra o chamado Estado Islâmico.

“Lembre-se de que a #OpISIS (outra ação virtual contra os terroristas) está comprometida com pessoas de vários países e com crenças religiosas que são tão variadas quanto as línguas que falamos”, diz o aviso. “Apenas porque um site ou postagem está escrito em árabe ou pertence a uma pessoa de fé islâmica não pode e não deve ser transformada em um alvo. Alguns dos mais dedicados lutadores da #OpISIS são muçulmanos”, conclui.

“Comédia de erros”

O hacktivista th3j35t3r, que tem um longo histórico de conflito com o Anonymous, acusou o grupo de estar enganando os meios de comunicação com a operação, chamando-a de “uma comédia de erros”. Por meio da conta oficial da #OpParis no Twitter, o Anonymous reconheceu o problema. “Não estamos 100% certos de quais contas são do EI, mas não dizemos que todas elas não são”.

Além de tudo isso, um dos perfis do Anonymous no Twitter reclamou do excesso de ego envolvido nas várias facções que compõem o grupo após a #OpParis. “Sério, depois da #OpParis tem muita gente atrás de fama. Isso não é sobre seguidores e RTs. É sobre a verdade. Tenham alguma integridade”, esbravejou.

Fontes: The Verge, Ars Technica, The Daily Dot