Ciberataques que atingiram bancos na Coreia do Sul tiveram origem na China

Por Redação | 21.03.2013 às 12:32
photo_camera Info

A Agência Estatal de Segurança da Internet na Coreia do Sul (KISA) afirmou na manhã desta quinta-feira (21) que os ataques cibernéticos que afetaram os sistemas de comunicações e bancário do país ontem (20) foram provenientes de um endereço de IP localizado na China. As informações são do AFP.

"Hackers não identificados usaram um IP da China para invadir os servidores de seis organizações e entidades para introduzir um malware que atacou os computadores", afirmou o órgão em nota oficial. O ataque comprometeu o funcionamento dos computadores e sistemas de emissoras como a KBS, MBC e YTN e de bancos como o Shinhan e Nonghyu.

As autoridades locais ainda não conseguiram identificar os autores dos ataques, mas, devido ao seu relacionamento conturbado com o vizinho do norte, o governo está acusando a Coreia do Norte de ser responsável pelos ataques que paralisaram caixas eletrônicos em todo o país. O governo norte-coreano é acusado de espalhar um malware de alto risco pelo mundo em uma tentativa de comprometer a infraestrutura de governos e importantes instituições financeiras.

O serviço de inteligência sul-coreana estima que mais de 3 mil especialistas em informática estão mobilizados na Coreia do Norte na atual guerra cibernética. Os dois países vivem conflitos políticos e belicosos há anos, e a situação tem se intensificado depois que a Coreia do Sul ganhou um forte aliado, os Estados Unidos.