Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Valor a receber | Como saber se tenho dinheiro esquecido

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 28 de Fevereiro de 2023 às 17h55

Link copiado!

Reprodução/Agência Brasil/Marcello Casal Jr
Reprodução/Agência Brasil/Marcello Casal Jr

Com a plataforma Sistema Valores a Receber (SVR) do Banco Central, é possível que você consulte "dinheiro perdido" de contas antigas encerradas ou de cobranças indevidas de tarifas de bancos e demais entidades financeiras.

O sistema foi lançado em fevereiro de 2022, mas a ferramenta de consulta foi suspensa após a primeira fase do projeto, em abril do mesmo ano. O BC lançou a segunda fase a partir de 28 de fevereiro de 2023, com mais opções de consulta e novos recursos.

Veja abaixo como funciona, como acessar a plataforma e o que fazer se você tiver algum dinheiro para receber.

Continua após a publicidade

Como funciona a plataforma Valores a Receber

A modalidade foi criada para que os cidadãos e empresas saibam se têm algum dinheiro a receber de instituições financeiras. Algumas das situações que envolvem quantias recuperáveis são::

  • Contas-correntes ou poupança encerradas, mas que possuam saldo disponível;
  • Tarifas e parcelas relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso (assinado pelo banco com o Banco Central);
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;
  • Recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

Conforme informações do Banco Central, a plataforma tem cerca de R$ 6 bilhões que podem ser pagos a 38 milhões de CPFs durante a segunda fase.

Como saber se tenho dinheiro esquecido no banco

  1. Acesse o site bcb.gov.br/meubc/valores-a-receber;
  2. Clique em “Consulte se tem valores a receber”;
  3. Insira o número do CPF ou CNPJ e a data de nascimento. Pressione “Consultar”;
  4. Confira se tem algum dinheiro pendente no sistema. Nesse momento, ainda não é possível verificar o valor exato.

O que muda com a segunda fase do serviço?

Continua após a publicidade

O Banco Central implementou algumas novidades no SVR. A principal mudança é a disponibilidade para consultar valores a uma pessoa falecida. Herdeiros, testamentários, inventariantes ou representantes legais poderão consultar e solicitar a devolução da quantia pela plataforma.

Confira a lista com outras mudanças no sistema:

  • Recurso que facilita o compartilhamento de todas as telas e protocolos do sistema, com opção de envio pelo WhatsApp, para facilitar o armazenamento das informações;
  • Mais opções de valores inclusos nos termos de SVR;
  • Sala de espera virtual;
  • Funcionalidades de transparência para conta conjunta, na qual os titulares podem acessar todas as informações sobre pedidos de devolução.

Cronograma dos valores a receber

Continua após a publicidade

O uso do sistema está dividido entre duas etapas principais: o período para consulta e a liberação do sistema. Entre os dias 28 de fevereiro e 6 de março, é possível acessar o site e pesquisar se existem valores disponíveis por CPF.

A partir do dia 7 de março, o Banco Central libera o acesso ao Sistema Valores a Receber. Dessa forma, as pessoas poderão entrar na plataforma, descobrir as quantias e iniciar o processo de devolução do dinheiro.

O que fazer caso você tenha valores a receber

Para receber os valores, você deve acessar o Sistema Valores a Receber e entrar com a conta Gov.br. Para usar o serviço, é necessário ter o selo prata ou ouro do login, que exigem maior nível de segurança e garantem sigilo bancário.

Continua após a publicidade

Por padrão, toda conta criada pelo Gov.br recebe o selo bronze. Existem métodos online para você aumentar de nível, inclusive pelo próprio aplicativo da plataforma. Um sistema de verificação facial já pode ser suficiente para essa melhoria.

Na data informada, retorne à página do Valores a Receber e siga essas etapas:

  1. Use seu login Gov.br para acessar o sistema (nível "prata" ou "ouro");
  2. Consulte e confirme o valor, e solicite a transferência. O pagamento será feito seguindo o calendário.
  3. A devolução será realizada via Pix na própria instituição financeira. Caso você não possua uma chave cadastrada no banco, ele entrará em contato com você para efetuar a transferência.

Fique atento a golpes

Continua após a publicidade

O Banco Central faz um alerta em relação a tentativas de golpe envolvendo a modalidade. Por isso, preste atenção e siga as instruções oferecidas pela instituição:

  • O único site para consulta é o Sistema Valores a Receber (nenhum outro);
  • O BC não envia links nem entra em contato com os usuários para tratar de valores a serem recebidos;
  • Ninguém está autorizado a entrar em contato com você em nome do Banco Central;
  • Não clique em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou demais mensageiros;
  • Não efetue pagamentos para ter acesso aos valores — isso configura golpe.

O BC reforça que todos os valores são guardados na plataforma até o usuário solicitá-los.