Kassab volta atrás: "não haverá mudanças no modelo de banda larga fixa"

Por Redação | 13 de Janeiro de 2017 às 19h04
photo_camera Divulgação

Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, após a polêmica envolvendo uma de suas afirmações quanto à limitação da franquia de banda larga no Brasil, acabou voltando atrás do que revelou ontem (12), em entrevista. Ele agora afirma que o governo não considera mudanças nos planos de internet fixa.

“O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, esclarece que não haverá mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa, reiterando seu compromisso em atender o interesse da população e do consumidor”, diz nota publicada no site do ministério.

Ao site Poder 360, o ministrou revelou que os brasileiros poderiam enfrentar limitações sobre o plano de internet fixa e os dados contratados. A afirmação causou alvoroço nas redes sociais e deixou vários brasileiros revoltados, entre eles, os hackers ativistas da célula nacional do grupo Anonymous.

Após a divulgação da notícia, o presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), Juarez Quadros, afirmou que o ministro reconheceu que interpretou equivocadamente os dados da consulta pública realizada pela agência no ano passado. O presidente ainda garantiu que a cautelar da Anatel, lançada em 2016 e que proibia que as operadoras fizessem qualquer corte na internet fixa contratada após o término da franquia, continua em vigor.

Até o momento, a questão continua em debate na agência reguladora. A consulta pública fica disponível até abril e todos os cidadãos brasileiros podem participar através da plataforma Diálogo, da própria Anatel.

Fonte: MCTIC