Apple alcança pontuação máxima do Índice de Igualdade Corporativa

Por Thaís Augusto | 09 de Junho de 2019 às 22h50
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple alcançou a pontuação máxima do Índice de Igualdade Corporativa, um indicador anual da organização Human Rights Campaign Foundation (HRCF) que monitora empresas com políticas de inclusão LGBTQ e de igualdade.

De acordo com a HRCF, para o indicador são consideradas as políticas de não discriminação em entidades de negócios, benefícios equitativos para os trabalhadores LGBTQ e suas famílias e apoio a uma cultura inclusiva e de responsabilidade social corporativa.

Assim, as empresas obtêm uma classificação percentual com base em suas políticas declaradas, que incluem desde a possibilidade de incluir parceiros do mesmo gênero na cobertura de assistência médica até a inclusão LGBTQ em diversos programas.

Neste caso, a HRCF avaliou as empresas que compõem a lista anual Fortune 500. Considerando todas as companhias, o índice médio de Igualdade Corporativa foi de 67%. Já entre as 20 maiores empresas, 13 delas pontuaram 100%. Confira quais são:

Empresa Segmento
Apple Inc. Tecnologia
Walmart Inc. Varejo
McKesson Corp. Farmacêutico
UnitedHealth Group Inc. Farmacêutico
General Motors Co. Automotivo
AT&T Inc. Telecomunicações
AmerisourceBergen Corp. Farmacêutico
Amazon.com Inc. Comércio / Tecnologia
Cardinal Health Inc. Farmacêutico
Walgreen Co. Farmacêutico
Kroger Co. Varejo
Chevron Corp. Energético
Federal National Mortgage Association (Fannie Mae) Financeiro

Entre as 20 maiores empresas do Fortune 500, apenas o conglomerado Berkshire Hathaway se recusou a completar a pesquisa da HRCF e recebeu uma pontuação de 20% com base em suas políticas públicas.

A HRCF diz que as empresas que adaptam suas políticas e benefícios para funcionários LGBTQ registram um aumento de custo de apenas 3,5%. "Os pacotes competitivos de benefícios fornecidos pelo empregador são essenciais para atrair e reter talentos. Garantir benefícios inclusivos aos funcionários e suas famílias LGBTQ é uma proposta geral de baixo custo e alto retorno para as empresas", disse a organização em comunicado. "Além disso, as estruturas de benefícios equitativos alinham-se com o princípio de compensação igual para trabalho igual".

Apple alcançou pontuação máxima em Índice de Igualdade Corporativa

A HRCF ainda pontua que muitas empresas agora reconhecem formalmente os Employee Resource Groups (ERGs), grupos de funcionários com características similares que se reúnem no local de trabalho para compartilhar experiências de vida. De acordo com a organização, a partir dos grupos as empresas estão garantindo mais políticas e culturas inclusivas, além de elevar o número de "aliados" — pessoas que, neste caso, não são LGBTQ, mas são ativas na busca por igualdade e diversidade.

"Dessas empresas com um grupo de funcionários LGBTQ oficialmente reconhecido, 97% relataram que o grupo também inclui aliados", afirmou a HRCF. "Os ERGs abraçaram os aliados como membros da comunidade LGBTQ, já que eles trazem sua voz única e seu ponto de vista para a igualdade no local de trabalho".

Neste ano, a Apple também ocupou o 3º lugar no ranking de empresas da Fortune 500, ordenado por receita. A companhia é a melhor colocada entre as empresas de tecnologia e também no quesito lucro. A Fortune também anunciou que a Apple é a empresa mais admirada do mundo pelo 12º ano consecutivo.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.