Sony não vai lançar um novo PSVR com a chegada do PlayStation 5

Por Rafael Arbulu | 28 de Maio de 2019 às 14h21
Tudo sobre

Sony

Saiba tudo sobre Sony

Ver mais

Não espere pelo lançamento de um novo PlayStation VR (PSVR) com a chegada do PlayStation 5. Segundo entrevista dada pelo chefe global de pesquisa e desenvolvimento da Sony, Dominic Mallinson, o lançamento de um novo console não necessariamente implicará na chegada de uma continuação do headset de realidade virtual da empresa.

“Não há motivo para nós coincidirmos esse tipo de lançamento com o novo console. Pelo ponto de vista do consumidor, ser bombardeado com tanta coisa — ‘compre isso’, ‘compre aquilo’ —, é o tipo de mensagem que não queremos passar. De uma forma ou de outra, é bom ter um espaço maior para respirar entre essas novidades”, disse o executivo ao CNET.

Mallinson também não garante que uma versão standalone, ou seja, que rode por conta própria sem o advento do console, esteja nos planos da empresa. O executivo citou o exemplo do Oculus Quest, o headset singular do Facebook para o mercado de realidade virtual, dizendo até que o “aplaude” por tomar o caminho sem fios, mas pela sua visão, jogar em VR é uma experiência mais privada, que você quer fazer no conforto da sua sala. “Eu não vejo você saindo por aí fazendo isso”, ele disse.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
PSVR não deve ganhar um modelo novo com a chegada do PlayStation 5, mas a Sony indica que estuda atualizar o modelo atual e estender a sua vida útil

O PlayStation VR vem aos poucos se tornando um case de sucesso para a Sony e sua divisão de gaming. Até agora, foram 4,2 milhões de headsets comercializados e a empresa está apenas começando a coletar os louros de tanto empenho: alguns jogos, como Moss, Tetris Effect e Astro Bot: Rescue Mission foram títulos em VR que ganharam diversos prêmios de destaque em 2018.

Mallinson reconhece que tudo, porém, carece de uma evolução, confirmando que um futuro próximo trará mudanças de hardware e, talvez, software, para o dispositivo. Atualmente, o PSVR faz uso do PlayStation Move, seu sensor de movimento. O executivo diz que, ao longo destes anos (o Move foi originalmente lançado em 2013 para o PlayStation 3), a empresa poderia ter desenvolvido algo novo e específico para o headset, entretanto isso poderia encarecer o produto final.

Mais além, Mallinson descarta, ao menos por ora, a ideia de adotar a realidade mista no acessório — ao contrário de tecnologias como o HoloLens e o Magic Leap, por exemplo. Ele enxerga essas tecnologias como promissoras, então a Sony poderia olhar para elas diferentemente no futuro, mas hoje, elas só fariam com que os jogos do setor custassem mais dinheiro.

No momento, Mallinson dá a entender que, se o PSVR passar por qualquer atualização, seu futuro reside mais próximo de ser wireless e mais leve em peso, mas mesmo isso deve demorar um pouco.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.