Sony anuncia parceria para integrar o Discord à PlayStation Network

Sony anuncia parceria para integrar o Discord à PlayStation Network

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 03 de Maio de 2021 às 19h30
Divulgação/Sony Interactive Entertainment

A Sony Interactive Entertainment (SIE) anunciou nesta segunda-feira (3) uma nova parceria que vai trazer recursos do Discord para a PlayStation Network. Segundo o comunicado emitido pelo CEO da SIE, Jim Ryan, os usuários da rede online do console devem começar a ver os primeiros resultados da nova integração a partir do começo de 2022.

“Nosso objetivo é aproximar as experiências do Discord e do PlayStation nos consoles e no mobile no começo do próximo ano, permitindo que amigos, grupos e comunidades passem tempo juntos, se divirtam e se comuniquem mais facilmente enquanto jogam juntos”, afirmou Ryan.

“Dar ao poder aos jogadores para criar comunidades e aproveitar experiências de jogo compartilhadas está no coração do que fazemos”, complementou o executivo. Durante o anúncio, o CEO revelou que, como parte do acordo, a Sony fez um investimento minoritário no Discord durante sua Série H de financiamento, sem revelar o valor envolvido na negociação.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Discord/Reprodução

Recentemente, o Discord esteve ligado a rumores relacionados à Microsoft, uma das principais concorrentes da Sony no mundo dos games. Boatos afirmaram que a empresa de Seattle estava disposta a investir US$ 10 bilhões na aquisição da plataforma, que mistura recursos de comunicador instantâneo, fóruns e streaming.

Especialmente popular entre jogadores de vídeo game, o Discord possui uma base com 140 milhões de usuários ativos mensais ao redor do mundo. Apesar de ter relatado crescimentos constantes em seus rendimentos e base de usuários, a plataforma até o momento ainda não é considerada lucrativa.

Apesar de a oferta da Microsoft ter sido alta, fontes ligadas ao Wall Street Journal afirmam que a companhia preferiu permanecer independente — embora não descarte a possibilidade de voltar à mesa de negociações futuramente. A expectativa é de que, caso a empresa decida permanecer nesse caminho, em breve ela vá iniciar os preparativos para sua oferta pública inicial (IPO) de ações.

Fonte: Sony Interactive Entertainment Blog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.