Placa de vídeo ou processador: o que é mais importante para rodar um jogo?

Por Redação

Logicamente que ambos os equipamentos, processador e placa de vídeo, são essenciais para rodar um game em um seu computador. Mas a pergunta que queremos responder aqui é: se for para investir mais em um dos dois, qual deve ser escolhido?

Essa é uma pergunta recorrente entre pessoas que querem um equipamento mais apropriado para a jogatina. Isso porque nem todo mundo tem condições de investir tanto em um quanto em outro, precisando muitas vezes optar por apenas um deles na hora de montar ou atualizar seu PC.

Uma das grandes vantagens de ser um PC gamer está em, justamente, poder realizar upgrades em sua máquina aos poucos, preparando-a para jogos cada vez mais exigentes — algo impossível para os consoles.

Placa de vídeo: sempre primordial

Quando falamos de um PC para rodar jogos, o dispositivo primordial entre todos os demais é e sempre será a placa de vídeo. Ela é a grande responsável por oferecer uma experiência de jogo satisfatória, de colocar no seu monitor uma combinação de polígonos, texturas e pixels capaz de formar paisagens e personagens belos e realistas.

Isso já responde a pergunta que dá título a este artigo, mas nós podemos esmiuçar um pouco mais esse tema. É importante ressaltar que um bom processador sempre vai facilitar as coisas na hora de alcançar bons desempenhos em um game, entretanto, quando os recursos são limitados, a CPU pode esperar.

placa de video asus matrix platinium r9 290x

Vale sublinhar que estamos pensando em um upgrade para tornar seu computador mais amigável a jogos mais exigentes. Assim, adquirir uma placa de vídeo mais potente tende a dar mais resultado. É lógico que o processador também desempenha funções básicas em outros momentos da utilização de um PC, porém, ter um processador melhor nem sempre significa um aumento considerável de desempenho gráfico em um game.

Isso porque a GPU, ou seja, a unidade de processamento gráfico, é a grande responsável por oferecer mais fluidez na execução de um jogo. Além disso, o aumento da taxa de quadros por segundo (FPS) e uma experiência visual mais agradável dependem mais da placa de vídeo do que do processador.

Entretanto, uma ressalva

Se você tem alguma experiência com hardware, já deve ter percebido, ou ao menos ouvido falar, que um conjunto equilibrado é sempre o essencial. Basicamente, não adianta ter a melhor placa de vídeo do mercado ao lado de um processador ultrapassado, pois isso pode até sobrecarregar o dispositivo a ponto de danificá-lo.

CPU

As linhas gerais que devem ser levadas em conta na hora de escolher entre um e outro é optar por uma placa de vídeo melhor, mas não sem ter um processador decente. Por isso, uma das melhores saídas é dar uma pesquisada em fóruns especializados para encontrar informações sobre o seu próprio equipamento e avaliar qual deve ser a prioridade neste momento.

Verifique a classificação do seu processador, por exemplo, para saber se ele dará conta de sua nova placa de vídeo. Se sim, não hesite e gastar mais dinheiro na GPU e manter a mesma CPU instalada na placa-mãe da sua máquina. Em um primeiro momento, isso vai fazer toda a diferença e, quem sabe, você compra um novo processador em um futuro breve.

Fontes: PC Gamer, PC Advisor (fórum), Tom's Hardware (fórum)

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.