Hackers invadem servidores de Apex Legends e pedem: "salvem Titanfall"

Hackers invadem servidores de Apex Legends e pedem: "salvem Titanfall"

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 05 de Julho de 2021 às 16h35

Quem tentou jogar Apex Legends neste final de semana se deparou com uma campanha inusitada de apoio ao primeiro jogo da série Titanfall, ambos da mesma desenvolvedora, a Respawn Entertainment. Os sistemas de criação de partidas e mensagens aos jogadores foram desfigurados para exibir o link de um site que pede manutenção aos servidores do primeiro jogo da franquia de tiro, lançado originalmente em 2014.

As mensagens apareciam nas listas de jogo de Apex Legends para PC e, em alguns casos, também no Xbox. Em todos os casos, era exibido um link para o site Save Titanfall, que tenta chamar atenção para os problemas nos servidores do game em sua versão para PC, que teriam sido tomados por trapaceiros e recebem constantes ataques de negação de serviço que deixaram a experiência “injogável”, nas palavras da página.

Playlists e mensagens a jogadores de Apex Legends foram desfiguradas para exibirem link de campanha que pede correções ao primeiro Titanfall, citado como "injogável" por fãs (Imagem: Reprodução/Apex Legends News)

A campanha afirma que os problemas estariam sendo jogados para baixo do tapete pela Respawn e por sua distribuidora, a Electronic Arts, enquanto Titanfall segue à venda nas lojas online do PC e consoles e disponível em serviços como o Game Pass. A experiência do multiplayer, seu principal recurso, já que não conta com campanha single player offline, permanece problemática mesmo após o relançamento do título na Steam, em novembro de 2020, e que muitos jogadores acharam ser um sinal de que as companhias dariam atenção ao título.

A Respawn se pronunciou sobre a invasão neste domingo (4), dizendo que o problema estava em investigação e que poderia impedir os jogadores de entrarem em partidas de Apex Legends. Já nas primeiras horas da madrugada desta segunda-feira (5), a produtora confirmou a aplicação de uma correção, que levaria algumas horas para ser recebida por todos os servidores do game nos consoles e PC — no momento em que esta reportagem é escrita, relatos nas redes sociais apontam que tudo funciona bem e as mensagens de apoio a Titanfall já não aparecem mais.

Por outro lado, a produtora e sua distribuidora, a Electronic Arts, não comentaram sobre impactos da invasão do ponto de vista da segurança. A ideia é que, se um link para uma campanha online inofensiva foi colocado à vista de todos os jogadores, um atacante poderia ter feito o mesmo com uma página maliciosa. Até o momento, não existem informações sobre outros comprometimentos à infraestrutura de Apex Legends além da própria desfiguração.

Além disso, as empresas também não voltaram a se pronunciar sobre os problemas nos servidores de Titanfall. Nos últimos meses, a Respawn abordou o assunto em abril, maio e junho, e afirmou estar ciente sobre os ataques à infraestrutura do game e que trabalha em correções que, de acordo com os jogadores, ainda não chegaram nem têm previsão para serem implementadas.

Fonte: Apex Legends News (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.