FIFA 21 | 4 dicas importantes para ajustar a tática de sua equipe

FIFA 21 | 4 dicas importantes para ajustar a tática de sua equipe

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 27 de Maio de 2021 às 17h55
Divulgação/EA Sports

Por mais que existam críticas a FIFA 21, não é difícil considerá-lo o melhor jogo de futebol da atualidade. Sempre focado no aspecto realista das partidas, a franquia da EA Sports tem como grande trunfo as mecânicas de tática dos jogos, algo que ajuda a trazer o ar de competitividade que torna o jogo bem verossímil, parecido com um jogo de verdade.

Assim como no esporte, muitos fatores contribuem para a vitória, como a força da equipe, habilidade dos atletas e seu nível como jogador. Mas, depois que a EA acrescentou o fator tática ao game, tudo ficou ainda mais interessante, sobretudo nas partidas online, que é o melhor lugar para testarmos os esquemas preparados antes do jogo.

Com isso em mente, trouxemos algumas dicas para que você possa ajustar a tática de sua equipe em FIFA 21, independentemente da equipe que escolher.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Passo 1: Escolha uma boa formação

Escolher a equipe que você vai jogar é uma tarefa óbvia. Mas boa parte daquele "costume" que vamos adquirindo tem origem na disposição tática, que muitos jogadores não ligam na hora do vamos ver. Mas, acredite, em FIFA 21 faz a diferença.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Antes de escolher os jogadores do elenco para serem titulares, você deve determinar qual será seu desenho tático, a formação que a equipe entrará em campo. Se você já tiver algum conhecimento sobre determinado time ou seleção, já deixe marcado qual desenho irá utilizar. Isso, sem dúvida, pode determinar o sucesso em um jogo ou campeonato.

Existem inúmeras opções, que vão daquelas que deixam o meio-campo mais recheado de jogadores ou aquelas que privilegiam o ataque. Seja como for, pense bem antes de escolher.

Passo 2: Defina bem os planos de jogo

Por padrão, a EA disponibilizou cinco planos de jogo, que nada mais são do que as índoles que sua equipe vai apresentar no gramado: ultradefensivo, defensivo, equilibrado, ofensivo e ultraofensivo. Na prática, claro, são apenas nomenclaturas que servem para organizar as ideias de jogo, mas é bom seguir à risca o que cada uma sugere, assim suas opções para mudar o rumo de uma partida aumentam.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Isso também pode acontecer porque você pode modificar o plano de jogo no meio da partida, utilizando os botões horizontais do d-pad do Xbox e do PlayStation. Sendo assim, se você estiver perdendo e precisar de uma forcinha no ataque, utilize o plano de jogo que propicia um jogo mais ofensivo. Mas, atenção: não é apenas defesa e ataque que podem ser modificados.

Ao escolher determinado plano de jogo, você precisa escolher COMO sua equipe vai atacar ou defender. Por exemplo: se você quer um time com mais toque de bola e menos velocidade, escolha "Posse de Bola". Se você prefere mais intensidade para cruzar as linhas adversárias, opte por "Ataques Rápidos". Além disso, é possível determinar se os jogadores estarão mais agrupados ou mais espaçados em campo.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

Você também pode montar cinco planos de jogo bem parecidos, todos defensivos, por exemplo. Há essa liberdade, por mais que as nomenclaturas sejam engessadas.

Passo 3: Movimentação dos jogadores

Depois de dar a índole coletiva à equipe, será necessário escolher como cada jogador irá atuar. Essa opção funciona em paralelo ao plano de jogo e deixa tudo com ainda mais detalhes a serem explorados em uma partida. Por exemplo: você pode pedir para que os atacantes não voltem para marcar na defesa e fiquem esperando mais a bola chegar. Por outro lado, há a possibilidade de tornar a marcação por zona e menos individual. Vai do seu estilo.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Tudo vai depender de como você quer que o time atue, seja no desenho tático, seja no plano de jogo. Aqui, claro, teremos que perder um tempinho, mas faz toda a diferença, ainda mais em FIFA 21, que tem uma marcação mais "manual", com menos auxílio da IA.

Passo 4: Substituições predefinidas

Outro ótimo recurso em FIFA 21 são as substituições predefinidas. Antes de o jogo começar, podemos determinar três modificações que nos serão sugeridas em determinados momentos da partida. Se você estiver com os três passos acima bem calibrados e escolhidos, escolha bem os jogadores que vão entrar, sobretudo se não quiser perder muito tempo.

Deixe uma para caso precise de mais ofensividade, uma para se defender mais e outra para manutenção de um jogador que se cansa mais do que outro.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.