Cirurgiões realizam primeira operação ocular usando sistema robótico

Por Redação | 17 de Setembro de 2016 às 08h30
photo_camera Oxford University Hospitals

Problemas oculares estão um passo mais próximos de serem solucionados graças à tecnologia. Cirurgiões britânicos realizaram a primeira cirurgia interna de um olho usando um robô no procedimento, que ocorreu no hospital John Radcliffe, em Oxford, Reino Unido.

"Não há dúvidas de que nós testemunhamos a cirurgia ocular do futuro", disse o professor Robert MacLaren ao fim da operação. O professor apontou que a tecnologia que existe atualmente permite monitorar doenças na retina em um nível microscópico, mas o que viram nesta primeira cirurgia está "além do limite fisiológico do que a mão humana pode operar". MacLaren disse que o sistema robótico permitiu a abertura de um capítulo novo nas operações oculares que atualmente não podem ser feitas.

William Beaver, de 70 anos, é padre na igreja St. Mary the Virgin, em Oxford, e foi o paciente que participou da primeira cirurgia. Beaver disse que sua visão começou a voltar logo após o procedimento e que anteriormente já lidava com problemas de visão distorcida.

O motivo da cirurgia foi o crescimento de uma membrana que estava crescendo na superfície de sua retina, o que estava causando certa deformidade. O nível de complexidade da cirurgia era extremamente alto, pois a membrana possuía apenas um centésimo de milímetro de espessura e precisava ser completamente retirada do globo ocular sem causar danos.

Para fazer a cirurgia, a equipe médica usou um joystick e uma tela touch para controlar o robô e monitorar todo o processo durante uma operação microscópica. Uma das vantagens no procedimento é que movimentos significativos no joystick não provocaram grandes movimentações no robô. Esta é a primeira vez que um robô opera em um nível tridimensional que é necessário para este tipo de operação.

"Minha visão está voltando (...) Estou encantado que minha cirurgia tenha ido tão bem e me sinto honrado em fazer parte deste projeto de pesquisa pioneiro", disse o padre Beaver ao jornal The Guardian em uma consulta de acompanhamento.

O professor MacLaren afirma que este procedimento pode ajudar no desenvolvimento de tratamentos contra a cegueira como terapias usando genes e células tronco, por exemplo.

A fase de testes de operações oculares com sistema robótico inclui doze pacientes com diferentes níveis de dificuldade. A primeira fase consiste na retirada de membranas da retina e a segunda vai tentar usar robôs para inserir uma fina agulha que injeta fluidos.

Fonte: The Guardian

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.