Cartucho de Super Mario Bros. é vendido por US$ 2 milhões e bate recorde

Cartucho de Super Mario Bros. é vendido por US$ 2 milhões e bate recorde

Por Felipe Goldenboy | Editado por Bruna Penilhas | 09 de Agosto de 2021 às 16h59
Reprodução/Nintendo

Um cartucho de Super Mario Bros. foi comprado por US$ 2 milhões (cerca de R$ 10,5 milhões na conversão direta). Este é o maior valor já pago por um jogo, quebrando o recorde anterior, estabelecido no mês passado: uma cópia de Super Mario 64 leiloada por US$ 1,56 milhão (quase R$ 8 milhões).

O jogo foi lançado em 1985 para o NES (Nintendo Entertainment System), conhecido no Brasil como Nintendinho. Esta cópia nunca fora aberta ou jogada, e foi vendida a um comprador anônimo.

Isso é uma raridade, segundo Rob Petrozzo, um dos fundadores do site de compra e venda Rally, responsável pela transação. Quando um jogo antigo é aberto ou jogado, seu preço é desvalorizado no mercado, disse ele ao jornal The New York Times.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Cartucho nunca fora aberto ou jogado (Foto: Divulgação/Rally)

Cartucho foi vendido em um esquema de ações

O site Rally tem um sistema de vendas diferente do leilão tradicional. A empresa compra itens colecionáveis e convida as pessoas a comprarem “ações” destes itens — como se elas estivessem investindo na bolsa de valores. Quando alguém faz uma oferta para comprar totalmente o item, os investidores podem aceitar ou recusar a proposta.

Este cartucho de Super Mario Bros. foi comprado por US$ 140 mil (cerca de R$ 730 mil em conversão direta) em abril de 2020. Os investidores recusaram uma oferta de US$ 300 mil por ele (quase R$ 1,5 milhão), e aceitaram a oferta de US$ 2 milhões agora, com a aprovação de três quartos dos investidores da cópia.

Um dos acionistas do game, o estudante de direito Ed Converse, investiu US$ 100 no jogo (R$ 523), e acabou ganhando US$ 950 (quase R$ 5 mil) com a venda. “Estou muito feliz com isso”, disse ele. “É muito louco pensar que eu fiz um investimento pela nostalgia de jogar videogames quando era criança, e agora estou vendendo isso por US$ 2 milhões”.

A compra e venda de jogos antigos é um mercado milionário: também no mês passado, o Canaltech noticiou que um cartucho de The Legend of Zelda foi arrematado por US$ 870 mil (R$ 4,5 milhões).

Fonte: The New York Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.