Algumas dicas para criar um canal de gameplay de sucesso

Por Redação | 04 de Dezembro de 2013 às 12h05

Se os gameplays comentados e ao vivo já eram uma tendência crescente, principalmente em títulos de PC como DoTA 2 ou League of Legends, a chegada do PlayStation 4 e Xbox One vieram para consolidar essa tendência de vez e facilitar a vida de quem prefere consoles. Ambos possuem sistemas de transmissão imediata, integrados a sites como o Twitch e permitem que o jogador esteja no ar com pouco esforço.

Se você tem amigos gamers que já adotaram o PS4, com certeza já viu links para os gameplays deles aparecendo em sua timeline do Facebook. O Xbox One receberá a função apenas no início do ano que vem. A concorrência está aumentando e quem quer realmente levar essa nova onda a sério precisa se preparar.

Por isso, o Canaltech separou algumas dicas que facilitarão seu contato com o público e fidelizarão a audiência. O texto é baseado em um tutorial de Robert Wiesehan, o “BandanaRob”, que já é conhecido de quem acompanha a comunidade do Twitch. Confira:

Crie relacionamento com os espectadores

Aperto de mão

Se engana quem pensa que gameplays ao vivo tratam-se apenas do jogo que está sendo exibido ali. O apresentador da jogatina é tão importante quanto e é dele a responsabilidade de interagir com quem está assistindo, responder perguntas e instigar a discussão entre a audiência. Por isso, nada de timidez.

No início, você dependerá muito de seguidores para manter seu canal relevante e precisará criar uma base a partir daqueles que, por qualquer motivo, encontrarem a sua transmissão. Por isso, cumprimente os recém-chegados e se apresente, mostrando um pouco de si mesmo e iniciando conversas com eles. No chat, as pessoas estão dispostas a falar, então, aproveite-se disso.

E se um espectador já conhecido retornar, faça questão de mostrar que você se lembra dele. Se ele voltou ao seu conteúdo, é porque ele gostou de você, então, esse tipo de reconhecimento é importante. Além disso, tal ato cria uma sensação de comunidade e amizade para os usuários novatos, que também acabam tendo vontade de participar do grupo que começa a se formar ali.

Abra portas para contato pessoal

twitter

Por mais que o ato de jogar videogame ao vivo e comentar para o mundo já seja, por si só, uma atividade extremamente pessoal, há quem prefira uma conversa mais próxima. Sendo assim, sempre deixe seus canais de comunicação abertos, divulgando links de redes sociais como o Twitter para contato posterior.

A alternativa também é bastante útil para responder às inevitáveis dúvidas sobre o funcionamento dos sistemas de streaming e softwares envolvidos. Esse tipo de coisa nem sempre pode ser esclarecida durante uma transmissão ao vivo, mas por outros meios, você pode atender a audiência de uma maneira melhor e dar mais atenção a cada espectador.

Saiba dividir sua atenção

Com o tempo, se tudo der certo, sua audiência será cada vez maior. E, como um sintoma do sucesso, ficará cada vez mais difícil dar a mesma atenção a todos os espectadores. Em uma sala com centenas de pessoas falando ao mesmo tempo, já é difícil acompanhar as conversas, imagine fazer isso ao mesmo tempo em que se está jogando um título.

Por isso, seja claro sobre a quantidade de pessoas online e tente responder o máximo possível, mas sem comprometer a qualidade da conversa ou da própria transmissão. Incentive a audiência a conversar entre si, fortalecendo o senso de comunidade já citado no primeiro tópico.

Outra questão que deve ser levada em conta é a repetição de perguntas. Nem todos os espectadores estarão acompanhando seu streaming desde o início, portanto, questões iguais sempre aparecerão, principalmente sobre assuntos populares. Com o tempo, os próprios seguidores passarão a respondê-las no chat, permitindo que você se foque em outros assuntos.

Não tenha medo de banir

Access Denied

Outro sintoma do sucesso é a quantidade cada vez maior de “trolls”, aquelas pessoas que gostam de tumultuar ou surgem nos streamings apenas para atacar. Para muitos, o banimento pode ser visto como uma medida extrema que pode restringir o fluxo de usuários no canal, mas muitas vezes, é um mal necessário.

BandanaRob faz uma analogia com o bonsai para explicar a necessidade de uso desse tipo de bloqueio. Ele afirma que o canal é como uma dessas pequenas árvores. Para que elas se mantenham sempre bonitas e saudáveis, porém, é preciso aparar pontas e cortar alguns galhos, de forma que o todo continue prosperando.

O mesmo vale para os streamings. De nada adianta manter uma audiência cheia de trolls, que não acrescentarão nada às discussões e ainda manterão os usuários de qualidade fora do seu canal. Portanto, não tenha medo de ser um pouco tirano e banir os engraçadinhos.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.