Com o Osmo, a brincadeira vai além das fronteiras do real e do digital

Por Redação | 26 de Maio de 2014 às 08h39

Um número considerável de pessoas já tentou combinar o uso do iPad e de objetos do mundo real para criar jogos e brincadeiras infantis. Uma tentativa bastante promissora veio da Crayola e suas canetas DigiTools, que permitem que crianças façam desenhos e adicionem cores à vontade, sem sujar as paredes e sofás das casas em que vivem, tudo através da tela do iPad.

Agora, a Tangible Play, outra marca de brinquedos eletrônicos, está prestes a entrar no mercado de tablets de uma maneira criativa: o lançamento de jogos direcionados à crianças de 6 a 12 anos, com puzzles, jogos de palavras e outros.

O pessoal do TechCrunch obteve acesso a algumas informações sobre os produtos que estão sendo desenvolvidos pela empresa há pelo menos um ano, período em que ela permaneceu incubada em desenvolvimento, além de alguns vislumbres do que está por vir.

A Tangible Play foi fundada por ex-membros da Google, como Pramod Sharma, que já havia utilizado a tecnologia que utiliza o real e o digital na época em que ajudou a criar a máquina que escaneia livros para a Googlel, e Jérôme Scholler, que participou do desenvolvimento do Chrome para Android também está na empresa.

Segundo Sharma, as pessoas têm reações diversas a respeito de crianças brincando com aparelhos digitais. Algumas acham que o melhor é que as crianças tenham contato com a tecnologia desde cedo, enquanto outras pessoas acham que não. Sharma ainda diz que sua filha poderia passar horas olhando para a tela e não fazer mais nada. "Como um pai, isso seria preocupante," diz ele. Foi pensando nisso que a empresa criou o Osmo, seu primeiro produtoque mistura as brincadeiras do mundo real com a interatividade digital proporcionada pelos tablets.

Os jogos são baseados em uma tecnologia chamada de "Reflective Artificial Intelligence", algo como "Inteligência Artificial Reflexiva" em tradução livre. Isto é, o Osmo usa a câmera frontal do iPad como uma câmera reflexiva, permitindo que o aplicativo "veja" as formas e os objetos que são utilizados. Funciona, de certa forma, como o Kinect do Xbox.

O kit do Osmo inclui dois jogos, os aplicativos necessários e um suporte para que o iPad fique de pé.

Osmo

Segundo o TechCrunch, a melhor maneira de se divertir com o Osmo é criando as próprias regras, ainda que os apps do iPad proporcionam uma ótima experiência na brincadeira.

No caso do jogo das palavras, as crianças devem adivinhar a palavra rapidamente, enquanto tentam combinar as letras na frente do iPad. No Tangram, as crianças fazem uso de peças de madeira coloridas em formatos diferentes para tentar reproduzir a imagem que aparece na tela do iPad combinando as peças de diferentes formas. Um terceiro jogo, chamado de Newton, permite que qualquer objeto colocado em frente à câmera do iPad (até mesmo sua mão) se torne uma estrutura em um jogo que envolve bolas e alvos.

Muito embora o Osmo possua um enorme potencial e traga de volta a magia dos antigos jogos de tabuleiro que podiam ser jogados em família, o TechCrunch relata que também encontrou agumas falhas. Nos testes realizados, o Tangram, por exemplo, não conseguia captar algumas peças corretamente. Em alguns momentos o áudio e os efeitos sonoros também pareciam merecer ajustes.

No geral, os jogos apresentam um bom nível de diversão, desde que sejam jogados em uma superfície plana e lisa. Sharma diz que o próximo passo será trabalhar para que o Osmo funcione em qualquer superfície, desde o chão, até mesas.

A iniciativa da Tangible Play está sendo testada em cerca de cem escolas, a maioria nas imediações de Palo Alto, na Califórnia (EUA). A partir dos testes, os desenvolvedores começaram a entender melhor o potencial do Osmo pela perspectiva dos educadores e que seus jogos podem ajudar as crianças a desenvolverem capacidades diversas, tais como inteligência espacial e capacidades criativas.

A Tangible Play ainda está arrecadando fundos através de uma campanha de crowdfunding para viabilizar a produção em massa do Osmo. Segundo o site oficial do produto, o kit custará US$ 99 quando for lançado oficialmente, mas poderá ser adquirido por US$ 50 por aqueles que ajudarem com a campanha.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.