Review Roku Express | É bom, mas precisa melhorar

Review Roku Express | É bom, mas precisa melhorar

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 20 de Agosto de 2021 às 18h00
Rafael/Canaltech

Com 12 anos de história, a marca Roku é muito popular nos Estados Unidos, mas só recentemente estreou no Brasil com o Roku Express. A qualidade e o “cheiro de novidade” despertam o interesse pela compra.

Além disso, o preço atrativo e a presença do controle remoto tornam o aparelho uma alternativa interessante ao Chromecast 3. E, como diferencial, televisores da AOC e Philco já disponibilizam o sistema Roku, ajudando-o a se popularizar mais rápido no mercado nacional.

Porém, a experiência de uso ainda precisa de ajustes para chegar perto do resultado obtido com outros aparelhos, como os modelos da linha Amazon Fire TV Stick.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mas, será que esse ponto negativo é irrelevante e o Roku Express continua sendo uma boa alternativa? Confira na análise!

Prós

  • Sistema de fácil compreensão;
  • Agilidade no acesso aos aplicativos;
  • Sincronização inteligente;
  • Controle remoto;
  • Botão de atalho para serviços de streaming.

Contras

  • Falta dos botões de ajuste de volume no controle.

Visual e especificações

O Roku Express tem o corpo bem compacto. Ele é mais largo do que os outros aparelhos da categoria, como o Google Chromecast 3 e Amazon Fire TV Stick, mas é muito discreto.

Na traseira, ele possui uma entrada HDMI para conectar o aparelho na TV, e outra micro USB para inserir o cabo de energia, que pode ser usado na conexão USB do seu televisor ou plugado em ¬uma fonte de energia, que não está inclusa na embalagem.

  • Dimensões (L x A x P): 7,2 x 1,9 x 3,9 cm;
  • Peso: 31,1 g.

O Roku tem um receptor infravermelho na frente, que serve para captar o sinal enviado pelo controle. Por este motivo não dá para deixar o aparelho escondido na parte traseira da televisão.

Porém, existem alguns posicionamentos interessantes do aparelho. Na embalagem, ele conta com uma fita dupla face para facilitar a fixação em superfícies planas. Isso oferece como vantagem o encaixe do dispositivo em alguns ângulos em que não haverá a interferência no sinal.

Conexões micro USB e HDMI do Roku Express (Imagem: Ivo/Canaltech)

Diferenciais diversos

A respeito da resolução, a qualidade de imagem máxima do Roku Express é o Full HD (1920 x 1080), mas ele também tem compatibilidade com HD (1280 x 720). Por ser um aparelho focado no mercado de entrada, o 4K não é disponibilizado.

Tendo em vista o tipo de público no qual esse produto é direcionado, a resolução Full HD é suficiente para o uso em smartTVs mais simples. Infelizmente ele não possui diferenciais na imagem e som — como HDR e Dolby Atmos —, mas pode ser que esses recursos não façam falta para quem está interessado no produto.

Por ter um sistema operacional próprio, o Roku Express consegue entregar uma experiência de atualizações diferenciada. A fabricante está sempre enviando updates para corrigir falhas reportadas pelos usuários ou disponibilizar novas opções de streaming, já que estão surgindo diversos serviços ultimamente.

Roku Express (Imagem: Ivo/Canaltech)

A interface é muito amigável para quem nunca teve contato com este tipo de dispositivo, mostrando o passo a passo para configuração de maneira compreensível para todos.

É importante lembrar, entretanto, da necessidade de criar uma conta no site do Roku para concluir os ajustes iniciais do dispositivo.

Após esse processo, diversas opões de streaming aparecem para que sejam adicionados à tela inicial. O ideal é sempre escolher serviços que não estejam presentes nos atalhos do controle, assim os botões serão complementares.

Controle remoto

Algo que chama a atenção no Roku Express é o controle remoto. Ele é compacto, leve, intuitivo e traz diversos atalhos para serviços de streaming disponibilizados no sistema da marca para consumo na smartTV.

São 12 botões de controle das opções presentes no aparelho e mais quatro com atalhos para Netflix, Globoplay, Google Play e HBO GO. É importante destacar que, após o lançamento do HBO Max no Brasil, esse botão encaminha para esse novo serviço.

Ao contrário da Fire TV Stick, esse controle é para ser usado somente no Roku Express, e a marca deixa isso bem claro. O fato de não ter adicionado um botão para ligar a televisão indica que o propósito dele não é ser universal.

Controle do Roku Express com diversos atalhos para streamings (Imagem: Ivo/Canaltech)

Além disso, o acessório oficial da televisão terá mais uma utilidade para auxiliar no consumo de conteúdos pela plataforma roxinha, pois o controle do Roku Express não possui botões de controle do volume.

Isso atrapalha um pouco a experiência, limita a usabilidade do equipamento, uma vez que é preciso ficar com os dois controles por perto o tempo todo, algo que é incômodo em alguns momentos.

Experiência de uso

No primeiro contato, o Roku Express já mostra que tem uma interface mais limpa, quando comparado com os concorrentes. Porém, com base no meu gosto pessoal, prefiro o visual entregue pela Amazon no Fire TV Stick.

Acessar os menus do Express é um processo bem rápido, pois a fluidez na navegação é um dos grandes pontos positivos do dispositivo. Como a minha TV tem mais de 5 anos, pensei que pudesse haver incompatibilidade, mas, assim como outros dispositivos, o Roku se adaptou bem.

Justamente os serviços que não estão disponíveis no Fire TV Stick — Globoplay e HBO GO —, são disponibilizados até mesmo nos atalhos do controle do Roku Express, garantindo mais possibilidades para o usuário.

A sincronização entre o aplicativo no celular e o sistema na TV é muito boa. E isso é mais nítido ao adicionar um app pelo smartphone e ele aparecer automaticamente na interface da plataforma plugada na TV.

Sincronização do aplicativo Roku com o dispositivo (Reprodução/YouTube Canaltech)

Um adicional interessante é a possibilidade de personalizar as imagens que aparecem no fundo, além das animações que exibem o nome “Roku” em diferentes formatos. É um elemento que dá personalidade ao aparelho.

Algo que me incomodou bastante foi a falta de legendas em alguns conteúdos do Disney Plus, que possuem essa opção de acessibilidade em outras plataformas. Além disso, notei que alguns episódios da série “Superstore” — hospedada no Prime Video — só estavam disponíveis em inglês e sem legenda, enquanto outros tinham dublagem.

Esse problema só está presente no Roku Express. Então, é preciso que a marca faça ajustes para liberar outras opções de idiomas e legendas. Espero que uma atualização ajude a aprimorar essa parte da experiência de uso.

Concorrentes Diretos

Entre os concorrentes diretos do Roku Express, estão os dispositivos Google Chromecast 3 e Amazon Fire TV Stick. Ambos contam com o Full HD como opção de resolução máxima, deixando-os no mesmo patamar no que diz respeito a exibição de conteúdos na TV.

O aparelho do Google, no entanto, não possui uma interface independente, sendo mais útil como um equipamento para espelhamento do smartphone. Ele não representa um upgrade real para smartTVs mais limitadas ou antigas.

Para obter uma experiência similar ao do Roku, você precisa partir para o Chromecast 4, que tem Google TV e controle remoto. O preço, contudo, é quase o dobro do valor cobrado pelo Express.

Roku Express (Imagem: Ivo/Canaltech)

Já o Fire TV Stick tem um sistema mais completo, em complemento traz a assistente pessoal Alexa para ajudar no acesso a diversas opções do sistema e configurações interligadas com outros dispositivos da Amazon.

Porém, comparando o preço pelo que entrega, o Roku Express vale mais a pena para quem está em busca de um dispositivo completo e intuitivo para o uso diário. Além disso, o modelo Fire TV Stick só vale a pena para usuários que têm outros dispositivos compatíveis com a Alexa, criando uma sincronização maior.

Caso contrário, a experiência será limitada. Então, o aparelho da Roku faz mais sentido para quem quer escapar do ecossistema do Google ou da Amazon.

Ficha técnica

  • Dimensões (L x A x P): 7,2 x 1,9 x 3,9 cm;
  • Peso: 31,1 g;
  • Tecnologia do controle: Infravermelho;
  • Portas: saída HDMI, Micro USB (apenas para carregar);
  • Resolução máxima de vídeo: Full HD (1080p);
  • Sistema: Roku OS;
  • Incluso na caixa: Roku Express, Controle Remoto, cabo USB, 2 pilhas AAA, fita adesiva removível e Guia de Início Rápido.
Roku Express é simples, mas vale a pena (Imagem: Ivo/Canaltech)

Conclusão

O Roku Express é uma terceira opção de plataforma para TVs. É inesperada, mas muito bem-vinda e realmente vale a pena. O aparelho tem uma dinâmica de funcionamento semelhante à dos concorrentes, mas com alguns diferenciais.

Entre eles a possibilidade de adicionar aplicativos de maneira sincronizada no celular e na TV, facilitando o processo de instalação de novos serviços, algo que ainda não foi visto em outros aparelhos.

A navegabilidade está muito rápida e intuitiva, tornando-se mais notório em televisores que recebem uma boa evolução nas opções de funcionalidade e apps, comparando aos recursos já presentes neles.

Por ter a interface menos “poluída” de elementos e ícones, é muito mais simples encontrar o streaming desejado, adicionar outras opções e criar uma navegação fácil para quem não tem familiaridade com este tipo de produto.

Mesmo com a falta de alguns botões básicos no controle e as falhas de acessibilidade em alguns aplicativos, o Roku Express é uma ótima alternativa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.