Review Google Nest Mini | Inteligente, compacto e barato

Review Google Nest Mini | Inteligente, compacto e barato

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 16 de Agosto de 2021 às 12h00
Francielle/Canaltech

O Google é uma empresa que se consolidou como a gigante das buscas há muitos anos. Porém, a ampliação do portfólio de serviços serviu de abertura para a marca investir também em produtos.

Com a popularização do “Ok, Google!”, a integração do Google Assistente com diferentes equipamentos foi a porta de entrada para a criação de um ecossistema intuitivo.

Pensando nisso, a empresa lançou a segunda geração do Google Nest Mini. O aparelho compacto e cheio de funcionalidades via comando de voz é uma alternativa atrativa a quem deseja dar o pontapé inicial para criar uma casa inteligente.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Quer saber todas as qualidade e defeitos desse equipamento? Confira a análise completa.

Prós

  • Corpo compacto;
  • Google Assistente muito intuitiva;
  • Equalizador de áudio;
  • Identificação mais rápida dos comandos de voz.

Contras

  • Falta de entrada 3,5 mm (P2).

Confira o preço atual do Google Nest Mini

Design e Construção

O Google Nest Mini é muito leve, uma característica que o coloca no topo dos dispositivos inteligentes compactos, quando comparado com a Amazon Echo Dot 3 e Echo Dot 4, que possuem quase o dobro do peso dele.

Na prática, isso significa que o Nest Mini vai ocupar menos espaço em estantes e outros tipos de móveis.

  • Dimensões: 9,8 x 9,8 x 4,2 cm;
  • Peso: 183 g.

Esta geração traz algumas novidades pontuais no visual. A versão testada pelo Canaltech é a giz, que antigamente tinha a base pintada da cor laranja, mas atualmente está branca e dá um aspecto uniforme ao produto.

Outro ponto positivo do novo Nest Mini é o suporte para conectar o aparelho na parede, algo que dependia de gambiarras anteriormente.

O único botão físico é para ligar ou desligar o microfone, uma maneira de manter a privacidade do usuário e evitar a execução de comandos involuntários em momentos sensíveis.

O topo é todo revestido em tecido, enquanto a base é de um material emborrachado. Em cima existe a área com botões embutidos, com dois para controle do volume nas laterais e um no meio para atender ligações, dar play ou pausar músicas e pode ser usado para resetar o aparelho.

Eu gosto desse formato mais discreto do Google Nest Mini, pois ele se encaixa bem em qualquer lugar que seja colocado. Quem gosta de aparelhos mais compactos vai gostar de usar o dispositivo do Google.

Configuração e Desempenho

Para usar o Google Assistente via Nest Mini, é necessário baixar o aplicativo Google Home no celular. Existe a versão dele tanto para Android quanto para iOS, permitindo a conectividade de diversos tipos de smartphones com o produto.

O processo de configuração é simples, e todos os passos são apresentados na tela para ajudar quem não tem tanta familiaridade com esse tipo de aparelho. Após finalizar a adição do dispositivo no app, já é possível utilizá-lo.

Um alerta importante está relacionado com os serviços de música disponibilizados automaticamente no Nest Mini — YouTube Music e Spotify —, pois é preciso vincular o aplicativo com a versão que você utiliza para executar os comandos sem erro.

Caso esse processo não seja efetuado, o Google Assistente vai alertar a respeito da impossibilidade de acessar a biblioteca de áudio do YouTube, que vem normalmente configurado como player padrão.

Porém, após o ajuste, basta escolher a plataforma favorita e esperar tocar a canção solicitada. Mas nem só de comandos relacionados com música vive o Google Nest Mini, pois existem milhares de opções de tarefas executáveis pelo aparelho.

É possível agendar ou ativar o lembrete de tarefas anotadas no Google Agenda, aumentar ou reduzir o volume de músicas tocadas no Nest Mini, ligar, desligar ou alterar a luminosidade de lâmpadas inteligentes e muito mais.

Google Nest Mini (Imagem: Ivo/Canaltech)

Quem gosta de assistir streaming pode sincronizar o dispositivo do Google com a smartTV e solicitar que uma série ou filme específico seja reproduzido. Existem milhares de eletrônicos inteligentes compatíveis com o Nest Mini, então as possibilidades de uso desse aparelho em conjunto com o Google Assistente são quase infinitas.

Conectividade

O Google Nest Mini possui apenas uma conexão física, que é a entrada de energia. Ao contrário dos modelos da linha Amazon Echo, o dispositivo da Gigante das Buscas não possui saída 3,5 mm (P2), impossibilitando o uso de fones de ouvido ou caixas de som mais poderosas.

Para sincronizar o aparelho com o smartphone, é necessário ligar a conexão Bluetooth e o GPS, permitindo a identificação rápida do aparelho. Felizmente quem utilizar o aplicativo Google Home não precisa fazer outro download, basta adicionar o dispositivo e realizar as integrações necessárias.

Conexão de energia do Google Nest Mini (Imagem: Ivo/Canaltech) 

Sistema de Som

Assim como a maioria das caixas de som inteligentes, o formato de reprodução do áudio no Google Nest Mini é mono. Porém, isso não é razão para desmerecer a qualidade do som propagado pelo aparelho.

Ele conta com um driver de 40 mm na parte frontal, fazendo a distribuição sonora no formato 360°. Dessa maneira, é notório o modo como a emissão de uma música é linear pelo ambiente, se propagando facilmente para outros locais.

Um aspecto interessante do Nest Mini é a possibilidade de regular a tonalidade do áudio, que é configurável para modos mais graves ou agudos. Dessa maneira é possível adaptar o som para o gosto de cada usuário.

Eu gosto bastante de ter uma equalização personalizável. Por ser uma assistente pessoal, a presença dessa opção no Google Nest Mini dá uma particularidade de uso que me agrada. Sem contar a experiência de realizar comandos em outros cômodos, que é realmente um ponto positivo. 

O Google Nest Mini conta com apenas um alto-falante no topo (Imagem: Ivo/Canaltech)

Os três microfones embutidos no aparelho são bem-vindos em diversos momentos, pois a identificação do comando de voz fica mais claro para o Google assistente. Além disso, fazer recomendações para o aparelho de outro cômodo é mais fácil.

Obviamente que há a necessidade de falar um pouco mais alto — dependendo da distância — para acionar o “Ok, Google”, principalmente quando alguma música está tocando. Porém, não é nada que deixe a experiência menos interativa.

Mas é melhor evitar falar mais alto com o Nest Mini em horários noturnos para não incomodar os vizinhos. O “modo sussurro” da Alexa, que está presente em toda linha Amazon Echo, faz falta nesse tipo de situação.

Concorrentes Diretos

O Google Nest Mini tem dois fortes concorrentes no Brasil: a Amazon Echo Dot 3 e Echo Dot 4. Esses equipamentos têm como principal diferencial o fato de serem compatíveis com outra assistente de voz, a Alexa.

Ao contrário do Google Assistente, a Alexa ainda está em processo de maturidade para se tornar uma alternativa interessante para o usuário. Porém, ao longo dos últimos anos, a inteligência artificial da Amazon ganhou diversos recursos e comando pré-programados.

Além disso, a possibilidade de criar rotinas pessoais a deixa mais perto de chegar no mesmo patamar de popularidade do Google Assistente aqui no Brasil. Algo que ainda influencia diretamente para que a disputa seja mais acirrada é o fato de o Android criar uma “zona de conforto” para o Google.

Dessa maneira, a integração entre o sistema operacional e a assistente pessoal é mais simples de ser efetuada com o Google Assistente do que com a Alexa. Sem contar que existem diversos aplicativos que podem ser programados para executarem ações relacionadas com os comandos de voz do “Ok, Google!”.

Visualmente, os três não possuem similaridades, mas a qualidade de áudio do Google Nest Mini é superior à do Echo Dot 3 e Echo Dot 4. Os graves são mais fortes e em volumes maiores não apresentam distorções.

O microfone dos produtos faz uma fácil identificação dos comandos, mesmo em distâncias maiores e com músicas reproduzidas em volumes mais altos.

Apesar de serem alternativas interessantes, vai ser preciso analisar o preço no momento da comprar para saber qual tem o melhor custo-benefício para o seu tipo de uso.

Ficha técnica

  • Saída de áudio: driver de 40 mm;
  • 3 microfones internos;
  • Dimensões: 9,8 x 9,8 x 4,2 cm;
  • Peso: 183 g;
  • Bluetooth: 5.0;
  • Wi-Fi: 802.11 b/g/n/ac, 2.4/5 GHz;
  • Bateria: fonte de alimentação com 15 W;
  • Cores disponíveis: giz e carvão;
  • Assistente de voz: Google Assistente.

Conclusão

O público que já está acostumado com dispositivos do Google e já tem familiaridade com o Google Assistente, possivelmente se sentirá mais propício a escolher o Nest Mini.

Esse aparelho é muito inteligente e intuitivo, permitindo a criação de um ecossistema Google com praticidade. O formato compacto o deixa elegante nos ambientes, e a falta de botões aparentes dá um visual mais limpo ao produto.

Apesar de a Gigante das Buscas não ter escolhido colocar uma bateria interna, o fato de entregar um carregador mais compacto do que o presente no dispositivo da Amazon já é um grande ponto positivo.

Quando se trata de sincronização entre o Google Nest Mini e o aplicativo Google Home, independentemente do sistema operacional do celular, a identificação do equipamento inteligente é bem rápida.

E isso é uma grande vantagem quando se trata de compatibilidade de produtos, pois utilizar lâmpadas inteligentes, Chromecast, smart TVs e outros aparelhos compatíveis faz a experiência de uso contínuo ser amplificada.

O Google Nest Mini vale muito a pena, principalmente para quem quer iniciar o processo de criação de uma casa inteligente e integrada. Ele se enquadra no custo-benefício pelo preço acessível.

Gostou da Google Nest Mini? Então, confira a oferta que separamos para você no link abaixo:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.