Jogador de VALORANT, NTK já foi preso por agredir ex-namorada

Jogador de VALORANT, NTK já foi preso por agredir ex-namorada

Por Redação | Editado por Bruna Penilhas | 10 de Setembro de 2021 às 21h07
Imagem: Bruno Alvares/Riot Games Brasil

O jogador brasileiro Lucas "NTK" Martins, que faz parte do time de VALORANT da organização Vivo Keyd, já foi preso por agressão contra a ex-namorada. Na época, o caso ganhou repercussão nas redes sociais após a vítima publicar no Facebook um relato sobre a agressão.

Atenção: os próximos parágrafos contém gatilhos de agressão.

A agressão foi noticiada pelo G1 em 18 de dezembro de 2015. De acordo com a reportagem, o jogador, que na época tinha 21 anos, puxou a ex-namorada pelos cabelos e a arrastou pelo chão. O rapaz respondeu por lesão corporal e injúria, com o agravante da Lei Maria da Penha. Houve também um pedido de ordem de restrição por parte da vítima, que impediria Martins de se aproximar dela.

Imagem: Reprodução/Facebook

NTK pagou fiança de R$ 2 mil e foi liberado pela polícia. Nessa época, o jogador fazia parte do cenário de Counter-Strike: Global Offensive. O jogador integrou as organizações Neverest, Glacon e HIGHWAY durante sua passagem pelo CS:GO. Confira abaixo a sentença, de 2017, que condenou Lucas Martins aos 6 meses de prisão em regime aberto:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Captura de Tela/Canaltech

Durante a apuração, o Canaltech procurou o advogado do jogador, Lindemberg Martins dos Santos, que respondeu: "O Sr. Lucas já foi orientado a não tecer nenhum comentário sobre o processo. Desta forma, não temos nada a declarar e solicitamos que não sejam realizados novos contatos sobre este assunto".

Também entramos em contato três vezes com a Vivo Keyd, em busca de algum comentário sobre o processo judicial de Lucas e a fim de entender se a empresa já sabia da situação antes de chamá-lo para a equipe de VALORANT. Entretanto, a organização não retornou os e-mails enviados pela redação.

Já no VALORANT, NTK passou por times como Team One e Slick. Atualmente, o jogador está em Berlim, na Alemanha, para jogar o Masters pela Vivo Keyd, que venceu a terceira etapa do VCT Brasil e garantiu a vaga no mundial.

Mulheres em situação de violência ou testemunhas de violência contra mulheres podem entrar em contato com a Central de Atendimento à Mulher, ligando no número 180. O serviço registra e encaminha denúncias aos órgãos competentes e fornece informações sobre os direitos da mulher, como os locais de atendimento mais próximos e apropriados para cada caso: Casa da Mulher Brasileira, Centros de Referências, Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam), Defensorias Públicas, Núcleos Integrados de Atendimento às Mulheres, entre outros.

A ligação é gratuita para todo o Brasil e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana.

O Magalu, grupo o qual o Canaltech faz parte, oferece uma ferramenta de combate à violência contra a mulher. No superapp da empresa, há um botão de denúncia que direciona o usuário para a página do projeto Justiceiras, que oferece apoio e atendimento a vítimas de violência. Para saber mais informações sobre a iniciativa, clique aqui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.