FFWS | Conheça as equipes e principais jogadores do mundial de Free Fire

Por Felipe Ribeiro | 15 de Novembro de 2019 às 19h00
Bruno Alvarez/Garena

O Free Fire World Series 2019, campeonato mundial de Free Fire, acontecerá neste sábado (16) na Arena Carioca 1, localizada no interior do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. O certame reunirá 12 equipes de diversas partes do mundo, que, além de batalharem pelo título, terão como motivação uma premiação total de US$ 400 mil em dinheiro.

Os países e regiões representadas na FFWS são: Brasil, Sul e Norte da América Latina, América do Norte, Índia, Europa/Rússia, Indonésia, Tailândia, Sudeste Asiático/Malásia, Vietnã e Oriente Médio/Norte da África. Todas as equipes se classificaram como campeãs de suas respectivas regiões, com exceção da LOUD, que terminou a temporada como vice-campeã brasileira, mas conseguiu se classificar pelo fato da anfitriã do torneio ter duas vagas.

Veja quem é quem no mundial de Free Fire.

Corinthians Free Fire (Brasil)

Line-up: Fixa, Nobru, Japa e Pires e Level Up

O Corinthians é um dos favoritos ao título da Free Fire World Series 2019. A campanha do Timão na fase de grupos foi a segunda melhor do campeonato e o esquadrão se portou regularmente em uma final mais do que equilibrada, com um desempenho bem consistente. Pode-se dizer que a regularidade e a evolução dentro de jogo são duas das principais características do SCCP.

Garena/ Divulgação

Entre os jogadores, os destaques da equipe são Fixa e Nobru. Capítão da equipe, Fixa foi eleito o melhor jogador da final brasileira. Ele faz boas calls e está sempre guiando o time no caminho certo, enquanto Nobru exerce muito bem o papel de killer, sempre conseguindo abates importantes nas partidas.

LOUD (Brasil)

Line-up: Bradoock, Will, ShariiN,Vini e VoltaN

Garena/ Divulgação

A LOUD, uma das equipes mais populares do Brasil dentro do cenário de Free Fire, terminou as finais da Pro League como vice-campeã do torneio. A equipe quase foi superada pela paiN Gaming, que por 30 pontos não conseguiu ultrapassá-la e garantir a segunda vaga no Mundial. A principal característica da LOUD é a atitude e o poder de trocação.O estilo agressivo é a maior virtude, mas também o maior defeito do time verde.

Samurai Team (Sul da América Latina)

Line-up: 14DELTA, ALEX18, Ragnar, Michael e Hassan

O representante da região LAS, que abrange países como Argentina, Bolívia, Chile, Peru, Uruguai, Antilhas Holandesas e Guiana é o Samurai Team, que levantou o troféu da Free Fire League no palco da Argentina Game Show 2019.

Garena/ Divulgação

O ST é um time que, diferente de outros classificados, joga em cima de rotações e não de eliminações. Diante de times de regiões como Indonésia e até mesmo do Brasil, pode ser que a equipe tenha dificuldade para desempenhar seu jogo, pois o seu poder de rotação, curiosamente, é bem fraco. Entre os nomes que representam o time, vale destacar o boliviano Michael e o argentino Ragnar, as maiores fontes de dano e os jogadores que mais eliminaram no time ao longo da última temporada.

Infinity Red (Norte da América Latina)

Line-up: Monkey, Naruch, Carlos, Lupaco e Jeisson

O representante da região LAN, que abrange os países Belize, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, Panamá, Venezuela e Ilhas do Caribe é a Infinity Esports Red.

A Infinity Red é um time que joga de forma bastante agressiva, buscando trocações sempre que possível. Além disso, a equipe não deixa a desejar nas rotações, aliando uma boa dose de agressividade e boas trocações à estratégia de sobrevivência. Naruch, da Argentina, e Carlos, do Equador, são os principais destaques do time do norte da América Latina.

Arctic Gaming Mexico (América do Norte)

Line-up: JONA14, MEME, PROFESOR, MECHAS07 e Vega

A representante da região norte-americana, que engloba Estados Unidos, Canadá e México, é a Arctic Gaming MX, que levantou o troféu da Free Fire League NA. O esquadrão desembarca no Rio de Janeiro com bastante força e também promete surpreender no campeonato.

Garena/ Divulgação

A equipe mexicana não era uma das favoritas ao título da região, mas a estabilidade apresentada na final foi um dos pontos-chave para a conquista do campeonato. Mantendo-se na parte de cima da tabela ao longo da final, o esquadrão demonstrou ser sangrento e inteligente na hora de executar seu plano de jogo em ambos os mapas. Os destaques da equipe são os mexicanos JONA14 e MEME, que exercem juntos o papel de carregadores da equipe, sendo responsáveis pelas principais eliminações e pela maior parte do dano causado.

NAWABZADE (Índia)

Line-up: Radhe.TKR, VRCIOO, GJ_Radhebhai e GJ.Jigar

A Índia, uma das principais regiões dentro do game, será representada pela NAWABZADE, grande campeã da Free Fire India Today League. Bastante agressiva, a equipe se perde um pouco em suas rotações, principalmente no mapa Bermuda, onde não obtiveram muito sucesso na sua liga. A história, no entanto, não é a mesma em Purgatório, consolidado como o melhor mapa do time indiano. Entre os jogadores, vale destacar Radhe.TKR e GJ_Radhebhai.

Sbornaya_ChR (Europa e Rússia)

Line-up: Dzarmaro, Pokritel, Mers, Tumso e Metiska

A Europa e a Rússia serão representadas pela Sbornaya_ChR, que levantou o troféu da Eurasia Cup 2019. Das citadas até aqui, a equipe russa foi a que se mostrou mais dominante na final da sua liga, apresentando um bom desempenho tanto em Bermuda quanto em Purgatório.

Sempre carregada de muitas eliminações, a Sbornaya_ChR venceu quatro quedas na grande final do campeonato russo-europeu, mostrando-se um time bastante dominante e preciso em rotações. Uma das características presentes na equipe é o uso constante de veículos para se locomover pelo mapa, mas sem ser "Zé Carrinho" — conheça as principais gírias e jargões do jogo.

Dzarmaro e Tumso são dois dos principais nomes do time.

Dranix Esports (Indonésia)

Line-up: Bion, Bay, Delta e DeviL

A Indonésia é o país atual campeão da Free Fire World Cup. A EVOS Capital, que venceu o torneio mundial, não se classificou desta vez, mas a Indonésia estará mais do que bem representada no torneio pela Dranix Esports, talvez a favorita para a conquista do título.

O time é estável e basta apenas uma vitória para que ele alavanque e não pare mais, algo bastante favorecedor em uma série de oito jogos. Dos jogadores que podem surpreender no Brasil, vale destacar Bay e Delta. No geral, a equipe da Indonésia não tem um poder de fogo tão alto, mas isso é compensado na boa movimentação.

Illuminate Slow Twok (Tailândia)

Line-up: D_LONG, Ethan, Justin, Luffy e MUE_TOB

A Tailândia também é uma grande região quando se trata de Free Fire e por isso a sua representante também desembarca com força no Brasil. A Illuminate Slow Twok foi a grande campeã da Pro League Tailandesa e se provou ser uma equipe bastante inteligente, que trabalha muito bem as rotações em ambos os mapas. Dos quatro jogadores, o destaque fica por conta de Luffy.

GODDESS (Sudeste Asiático e Malásia)

Line-up: RoRo, EtAAA, YOYO, Angu e Oreo

A GODDESS ganhou com folga o SEA Championship, um dos torneios regionais mais fracos do circuito de Free Fire. Seu estilo de jogo é bem parecido com o de algumas equipes brasileiras, como a paiN. A trocação do time não é boa e eles se atrapalham diversas vezes durante as rotações, algo que no torneio mundial não será perdoado pelos grandes times. EtAAA é o principal jogador do time.

Team Flash (Vietnã)

Line-up: Clear, DNP, MiNow1, Cool e RyukVN

A representante do Vietnã é a Team Flash. Ao longo da temporada, eles atuaram sob a tag KOFF, mas logo após a conquista do título o elenco foi comprado pelo Team Flash, que viu potencial e resolveu investir na equipe.

O TF se movimenta de maneira conservadora pelo mapa. O ponto negativo da equipe, no entanto, está nas trocações, principalmente na hora de levantar o gel, algo que o esquadrão do Vietnã faz de forma bem lenta. Entre os jogadores, vale destacar o MiNow1.

INFINITY_YT (Oriente Médio e Norte da África)

Line-up: Ninja, HardCrew, Nasro.DvL, BRBZinou, Shadio, LastBoss

Garena/ Divulgação

A maior incógnita entre as representantes do campeonato é a Infinity, representante da região MENA, uma das mais "esquecidas" do circuito. A equipe não é muito constante, mas promete surpreender, principalmente por conta do jogador Ninja, o grande destaque.

A Free Fire World Series acontece neste sábado (16), a partir das 11h30 (horário de Brasília). Para acompanhar as disputas, acesse os canais oficiais do game no YouTube e no Facebook.

O Canaltech estará no Rio de Janeiro para a cobertura da FFWS e contará tudo para vocês.

Com informações: Garena

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.