Snowden elogia proposta de reforma na atuação da NSA

Por Redação | 26.03.2014 às 13:06

O principal responsável pela detonação do escândalo de espionagem da NSA, Edward Snowden, veio a público elogiar a iniciativa do governo norte-americano de acabar com a coleta ostensiva de dados telefônicos pela agência. Na visão do ex-analista, esse é um passo importante para que os órgãos oficiais recuperem a confiança da população e voltem a garantir o direito à privacidade.

A proposta que será apresentada pelo presidente Barack Obama - e depende de aprovação no Congresso - prevê que as empresas de telefonia serão obrigadas a guardar dados telefônicos por 18 meses, e não mais por cinco anos. Esse período era assunto de discussões entre as operadoras e o governo, e acabaram resultando no armazenamento de informações do tipo pela própria NSA, que passava a ter acesso indiscriminado a elas.

As declarações de Snowden foram publicadas pela American Civil Liberties Union, uma ONG que luta pelos direitos civis, e apontam que a ação de Obama mostra que a forma de agir da NSA era desnecessária e já deveria ter sido encerrada. Para o ex-analista, elas jamais passariam pela aprovação do Congresso ou dos departamentos de justiça caso tivessem sido submetidas a tais processos e fossem conhecidas do público.

Snowden conclui o curto texto afirmando que este é um “ponto de virada” para os esforços de recuperação do direito à privacidade. Além disso, marca uma possibilidade de participação maior da população junto às esferas governamentais, já que exibe claramente que a falta de confiança nos órgãos públicos e a ação civil para mudar as coisas realmente são capazes de trazer resultados.