Snowden: 'monitoramento de dados prejudica a economia e limita a criatividade'

Por Redação | 14 de Outubro de 2013 às 13h35

O site WikiLeaks, especializado em vazar informações confidenciais, divulgou no último sábado (12) os primeiros vídeos de Edward Snowden, responsável por revelar o escândalo do monitoramento de dados mundial do governo dos Estados Unidos. O ex-analista da inteligência norte-americana atualmente está na Rússia, país que concedeu asilo a ele em meio à crise.

Snowden fala sobre os riscos à democracia, na ocasião em que Ray McGovern, ex-agente da CIA, entregava o chamado “Prêmio de Integridade” ao ativista. “Se não pudermos compreender as políticas e os programas de nosso governo, não poderemos dar nosso consentimento sobre sua regulação”, disse.

O vídeo foi gravado na última quarta-feira, quando Snowden se encontrou com quatro ex-agentes da inteligência norte-americana e alguns ativistas. “Como alguém muito inteligente disse recentemente, ‘não temos um problema de vigilância, mas um problema de falta de conhecimento'”, afirmou.

“Acreditamos que outras pessoas da mesma qualidade moral seguirão seu exemplo, iluminando zonas escuras e trazendo à tona crimes que colocam em risco nossos direitos civis como cidadãos livres”, disse McGovern, segundo o WikiLeaks.

Snowden afirma nos vídeos (abaixo) que a espionagem indiscriminada realizada pela NSA (Agência de Segurança Nacional) está muito longe de ser um programa de segurança legítimo. “É como uma rede de vigilância maciça, que coloca populações inteiras sob a vigilância de um olho que tudo vê, embora não seja necessário. Gente de todo o mundo está dizendo que estes programas não nos tornam mais seguros; prejudicam nossa economia, nossos países, limitam nossa capacidade de comunicar, pensar, viver, ser criativos, ter relações e nos associarmos livremente”, disse Snowden.

No evento também estavam Sarah Harrison, funcionária do WikiLeaks e seu advogado russo Anatoly Kucherena.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.