Como seria viajar à velocidade da luz pelo Sistema Solar? Veja o vídeo!

Por Daniele Cavalcante | 24 de Agosto de 2020 às 15h20
NASA

Como você imagina uma viagem espacial à velocidade da luz? O que acha que veríamos se estivéssemos navegando pelo espaço, a 299.792.458 m/s? Se você já assistiu a filmes de ficção científica, como Star Wars, por exemplo, provavelmente imagina que enxergaria as estrelas como linhas brancas esticadas ao seu redor, certo? Bem, nos filmes isso é um recurso visual interessante para ilustrar - e até que faz um certo sentido: se estamos na mesma velocidade da luz das estrelas, vamos acompanhá-las na viagem. Acontece que há um problema nesse raciocínio, pois a luz, em si, não tem cor. Ou seja, não veríamos nada diferente.

Viajar à velocidade da luz na vida real não seria tão emocionante assim... (Imagem: Reprodução)

É impossível viajar a essa velocidade, mas, se pudéssemos, a única diferença para uma viagem normal seria o tempo que levaríamos para chegar ao destino. Imagine só - a luz leva cerca de oito minutos para chegar à Terra. Para chegarmos à estrela mais próxima do Sol, Proxima Centauri, levaríamos um pouco mais de quatro anos. Nada espetacular como nos filmes, né?

Na verdade, seria uma viagem um pouco monótona (ok, nem tanto, o espaço parece incrível demais para se entediar tão rápido). Levaríamos cerca de cinco horas e meia para chegar a Plutão, e quase um ano para chegar aos confins do Sistema Solar, cujo limite fica na Nuvem de Oort. E, no caminho para esses lugares, não veríamos riscos brancos representando as estrelas, porque as estrelas em si não se movem nessa velocidade. Os fótons, partículas da luz, não são visíveis, muito menos brancos.

Para ilustrar, o diretor e animador norte-americano Alphonse Swinehart produziu um vídeo, chamado Riding Light, que mostra uma viagem na velocidade da luz pelo espaço interplanetário. Mais precisamente, o vídeo é protagonizado por um fóton em sua jornada, partindo do Sol e afastando, em tempo real, por 45 minutos. Até onde você acha que ele chega nesse tempo?

No vídeo, vemos as informações sobre a distância em relação ao Sol, o tempo de viagem e o quanto falta até o próximo corpo celeste. O fóton passa pelos planetas Mercúrio, Vênus, Terra, e então segue sua jornada até alcançar Júpiter. Mas, nesses 45 minutos, não dá tempo de chegar a Saturno - para isso, o fóton precisaria de 1h21.

Confira tudo o vídeo abaixo: 

Fonte: YouTube/ogniank

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.