Telescópio espacial Hubble volta a funcionar após recuperação de giroscópio

Por Patrícia Gnipper | 29 de Outubro de 2018 às 20h00
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Depois de um susto danado, o telescópio espacial Hubble está de volta à ativa. Suas operações foram oficialmente retomadas na última sexta-feira (26), depois de três semanas de inatividade por conta de um giroscópio defeituoso — são seis giroscópios no total, mas apenas três estavam funcionando, sendo que três era justamente o número mínimo para garantir a estabilidade do equipamento.

No sábado (27), o primeiro trabalho científico do Hubble, provando que ele está mesmo de volta, foi observar com luz infravermelha a galáxia DSF2237B-1-IR com o instrumento Wide Field Camera 3. Os problemas da vez com o Hubble começaram no dia 5 de outubro, quando um dos últimos três giroscópios em funcionamento precisou ser colocado em modo de segurança após a falha, obrigando a NASA a interromper as atividades do telescópio enquanto procurava uma solução.

Mas, após recuperar um dos giroscópios que havia apresentado falhas há sete anos, a agência espacial conseguiu fazer com que a estabilidade do Hubble voltasse ao normal para longas exposições. Testes foram conduzidos nos últimos dias, mostrando que o equipamento estava funcionando normalmente, e a observação da galáxia mencionada acima prova que o Hubble, apesar de "idoso", ainda tem mais a nos oferecer.

O Hubble foi lançado em 1990, iniciando suas atividades em 1994 após o reparo de seu espelho defeituoso. O problema foi corrigido em órbita, com astronautas sendo enviados para tal, em dezembro de 1993. Outras quatro missões de reparo foram enviadas em anos seguintes, com a última delas acontecendo em maio de 2009, quando houve a substituição de todos os seis giroscópios.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.