Satélite chinês cai na superfície da Lua após concluir sua missão

Por Daniele Cavalcante | 06 de Agosto de 2019 às 07h30
Bill Anders/NASA

O minissatélite lunar da China, Longjiang-2, lançado há pouco mais de um ano, finalmente caiu na superfície da Lua após completar sua missão, de acordo com o Centro de Exploração Lunar e Programa Espacial da Administração Nacional Aeroespacial da China. “Finalmente” porque ele ficou mais tempo do que o planejado em atividade na órbita lunar.

A queda, realizada sob controle terrestre, ocorreu em uma área predeterminada no lado afastado da Lua - região que o satélite fotografou no início deste ano - às 22h20 do dia 31 de julho (horário de Pequim), de acordo com o comunicado do centro na última sexta-feira (19).

Com peso de apenas 47 kg, o minissatélite foi enviado ao espaço no dia 21 de maio de 2018, junto do Queqiao, um satélite de retransmissão da sonda lunar Chang’e-4, e entrou na órbita da Lua quatro dias depois. Ficou por lá durante 437 dias e ultrapassou seu tempo de vida projetado, que previa um ano de duração.

Ele foi desenvolvido para oferecer uma opção de baixo custo para a exploração espacial, e conduziu observações de radiações eletromagnéticas e estudos da radiação solar através do seu detector de onda ultralonga, desenvolvido pela agência espacial chinesa. O programa também impulsionou a cooperação não-governamental entre os desenvolvedores do satélite do Instituto de Tecnologia de Harbin, no nordeste da China, e equipes em países como Japão, Alemanha e Holanda.

Fonte: Moon Daily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.