Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Qual foi o eclipse solar mais longo da história?

Por| Editado por Luciana Zaramela | 06 de Abril de 2024 às 06h00

Link copiado!

SwRI/NASA/Daniel B. Seaton
SwRI/NASA/Daniel B. Seaton

No dia 8 de abril, um eclipse solar total vai ser visível em partes do México, dos EUA e do Canadá, com sua totalidade durando no máximo 4 minutos e 28 segundos. No entanto, já foram registrados eventos como este com muito mais tempo de duração, com um recorde estabelecido em 743 a.C.

O período de totalidade em um eclipse solar é o tempo em que a sombra da Lua permanece cobrindo completamente o disco solar. Isso pode variar dependendo de fatores como as distâncias da Lua e Sol em relação à Terra.

De acordo com a NASA, a totalidade mais longa já registrada ocorreu em 15 de junho de 743 a.C., no Oceano Índico, na costa do Quênia e da Somália. O tempo de duração foi de 7 minutos e 28 segundos.

Continua após a publicidade

Na teoria, o recorde pode ser ligeiramente maior: 7 minutos e 31 segundos. As exigências para isso incluem onde será o caminho do eclipse total, ou seja, a linha imaginária das regiões onde a sombra da Lua estará projetada na superfície da Terra.

Para essa totalidade recordista, o eclipse deve ocorrer em julho e o caminho deve passar 5 graus ao norte do equador. Além disso, o Sol deve estar no afélio (momento em que a Terra está o mais distante possível da estrela).

Outro requisito é que a Lua esteja no perigeu (momento em que ela está o mais perto possível da Terra. Complicando ainda mais, o evento deve ocorrer em algum momento em que o Sol — e, claro, a Lua — esteja posicionado diretamente acima de sua cabeça, por volta do meio-dia.

Não se sabe se essa série de coincidências felizes já aconteceram ao mesmo tempo em algum momento da história da humanidade, nem mesmo se acontecerá algum dia. Mas em 2186, nossos descendentes vão ter a chance de observar algo muito próximo desse recorde.

A previsão é que, em 16 de julho de 2186, a totalidade do eclipse solar total cruzará o Oceano Atlântico perto da Guiana Francesa, com duração de 7 minutos e 29 segundos. A sombra da Lua estará um pouco ao norte da linha do equador, a Lua estará bem perto da Terra e o Sol relativamente distante.

Próximos eclipses solares

Nossa própria geração, no entanto, vai ver alguns eclipses com totalidade de grande duração, mas um pouco menores que o recordista atual. São eles:

Continua após a publicidade
  • 2 de agosto de 2027: 6 minutos e 23 segundos perto de Luxor, Egito
  • 12 de agosto de 2045: 6 minutos e 6 segundos na costa da Flórida e das Bahamas
  • 24 de agosto de 2063: 5 minutos e 49 segundos no Oceano Pacífico Norte

Por outro lado, a totalidade mais longa deste século já aconteceu: em 22 de julho de 2009, perto da ilha japonesa Ishinomura-Kitaio, os observadores contemplaram o dia transformado em noite por 6 minutos e 39 segundos.

Fonte: LiveScience