Projeto secreto do Pentágono que estuda OVNIs ainda está na ativa, diz documento

Por Natalie Rosa | 03 de Agosto de 2020 às 23h00
Marinha dos Estados Unidos

Na semana passada, um relatório do comitê do senado dos Estados Unidos revelou que, em breve, informações sobre a descoberta de OVNIs viriam a público, o que seria um grande marco para a história do país, visto que este tipo de informação sempre foi extremamente sigilosa. Além disso, outro detalhe importante começou a chamar a atenção: foi confirmado que um programa chamado Unidentified Aerial Phenomenon Task Force (UAPTF), ou "Força-Tarefa de Fenômeno Aéreo Não-Identificado", na tradução livre, estaria assumindo esse tipo de investigação por lá.

O governo norte-americano iniciou estudos de fenômenos aéreos misteriosos entre as décadas de 1950 e 1980, com o programa NICAP, Air Force's Project Blue Book and the National Investigations Committee on Aerial Phenomena ("Comitê de Investigações Nacionais de Fenômenos Aéreos"), além do Project Blue Book, da Força Aérea.

Pentágono (Imagem: Reprodução)

Já em 2007, foi formado o AATIP, Advanced Aerospace Threat Identification Program ("Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais"), chegando ao fim em 2012, como já havia sido anunciado. No entanto, as buscas por objetos voadores não-identificados não chegou ao fim naquele ano, pois o documento emitido pelo senado mostra que o programa ainda estava na ativa em 2017, só que sob o nome de Unidentified Aerial Phenomenon Task Force (UAPTF).

O objetivo do governo norte-americano com tais estudos é, além de tentar entender a origem desses objetos voadores misteriosos, garantir a segurança do país, verificando se tais objetos podem representar alguma ameaça à segurança nacional. E, para muitos que já trabalharam no Pentágono, não há motivos para que essas informações obtidas pelo programa não sejam compartilhadas com o público.

Fonte: Space.com

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.