Pesquisadores descobrem 15 novos exoplanetas, sendo um habitável

Por Wagner Wakka | 13 de Março de 2018 às 07h37
photo_camera Reprodução

Um time de pesquisadores de Tóquio descobriu 15 novos exoplanetas, sendo que um tem características muito semelhantes à Terra em termos de ser habitável. Destes, três são considerados superterras, assim chamados por serem ligeiramente maiores que o nosso planeta.

Um exoplaneta é qualquer planeta que orbita uma estrela que não seja o Sol. O sistema traz 15 exoplanetas e uma anã vermelha (uma estrela pequena) e está a aproximadamente 200 anos-luz de nós. A superterra mais distante da estrela, chamada de K2-155d, está em uma zona habitável do sistema, segundo os cientistas.

Os pesquisadores chegaram aos resultados por dados coletados pela segunda missão da sonda norte-americana Kepler e em observações posteriores a partir de telescópios terrestres, como o Subaru, no Havaí, nos Estados Unidos, e o Telescópio Óptico Nórdico, nas Canárias, na Espanha. Com isso, eles publicaram dois artigos na revista The Astronomical Journal.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Esta é a terceira grande descoberta de um exoplaneta com condições de apresentar água em estado líquido e condições para proliferação de vida. Há um ano, uma equipe internacional descobriu um conjunto de sete planetas a 40 anos-luz da Terra, alguns com potencial de ter água.

Em agosto do ano passado, um time de astrônomos também descobriu o Próxima b, planeta que orbita a anã vermelha Próxima Centauro a 4,22 anos-luz de nós. Este também tem características que permitem a manutenção de água em estado líquido na superfície.  

Vale lembrar que grande parte das estrelas, cerca de três quartos, são consideradas anãs vermelhas com tamanho entre 7% e 60% do tamanho do Sol.

Fonte: TechTimes

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.