Novo "caçador de exoplanetas" está pronto para ser lançado na segunda (16)

Por Patrícia Gnipper | 13 de Abril de 2018 às 15h04
Tudo sobre

NASA

O TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite), sucessor do telescópio espacial Kepler, já está pronto para ser lançado ao espaço na próxima segunda-feira (16) pela NASA. O lançamento contará com o impulso de um foguete Falcon 9, da SpaceX.

O Kepler, lançado em 2009, vai "morrer" em breve, assim que seu estoque de combustível acabar – o que deve acontecer dentro de poucos meses. Com ele, a ciência já conseguiu descobrir pelo menos 2.245 exoplanetas, com mais 2.342 no processo de confirmação.

A expectativa é de que o TESS não somente siga os passos do Kepler, como ainda supere as descobertas de seu antecessor. De acordo com a NASA, o TESS tem a capacidade de pesquisar uma área 350 vezes maior do que o Kepler, e é possível que o novo telescópio espacial descubra mais 20 mil exoplanetas em seus dois primeiros anos de operação.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

São necessários pelo menos dois meses após o lançamento para que o TESS seja devidamente manobrado na órbita da Terra, e começar a testar suas câmeras. O novo telescópio caçador de exoplanetas vai usar o mesmo método de analisar o trânsito de objetos passando em frente a estrelas para detectar esses planetas. A frequência de repetição da aparição desses objetos em frente à estrela indica a velocidade de sua órbita, enquanto a quantidade de luz bloqueada durante o trânsito revela o tamanho do planeta em questão.

Contudo, em vez de analisar estrelas distantes em uma pequena área do espaço, como é feito com o Kepler, o TESS também observará estrelas mais próximas, sendo otimizado para analisar estrelas menores e mais frias, além de tudo.

Fonte: New Scientist

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.