Nebulosas, galáxias e muito mais | As imagens mais baixadas da NASA

Por Daniele Cavalcante | 06 de Outubro de 2019 às 22h00
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

No que diz respeito à divulgação científica e astronômica, a agência espacial dos Estados Unidos costuma ser bastante generosa, tanto em programas educacionais quanto na disponibilização de imagens exclusivas. Em 2017, a NASA disponibilizou um acervo com mais de 140 mil imagens do espaço, de graça, para uso de domínio público.

Trata-se de uma verdadeira “biblioteca”, só que de fotografias, vídeos e áudios registrados por suas equipes e seus equipamentos desde os anos 1920. As imagens do espaço sideral são acumuladas no acervo desde 1958, e quase tudo isso está disponível para qualquer um acessar - exceto conteúdos técnicos demais para o público ou mesmo para jornalistas especializados na área.

Como se trata da NASA, que já realizou missões na Lua, em Marte, Saturno, Mercúrio, e outros lugares do Sistema Solar, além de explorar continuamente outras galáxias com seus telescópios poderosos, há muitas imagens impressionantes. E algumas delas se tornaram bastante famosas por serem muito acessadas e usadas pelo público.

Connie Moore, pesquisadora-chefe de fotografia da NASA durante 30 anos, conhece bastante os arquivos do banco de imagens da agência. Ela apontou em um artigo no Google Arts and Culture quais foram as imagens mais solicitadas quando ela estava encarregada do arquivo, algumas das quais continuam sendo muito visualizadas. Dentre as imagens mais baixadas, estas que você verá abaixo estão constantemente na lista das campeãs de downloads.

1. Terra: lar, doce lar

Essa imagem se chama The Blue Marble (“mármore azul”) e até hoje é uma das mais detalhadas fotografias já feitas do nosso planeta. É o resultado de uma sobreposição de imagens do instrumento Visir, a bordo do satélite Suomi NPP. Connie Moore diz que essa imagem de 2012 foi vista mais de seis milhões de vezes na conta do Flickr da NASA.

2. Blazar

Um blazar é uma fonte de energia muito compacta e altamente variável, associada a um buraco negro, formado à medida que a matéria cai em direção ao buraco negro supermassivo. Parte da matéria se acelera quase à velocidade da luz, emitindo jatos que apontam em direção oposta. Quando eles apontam para a Terra, a galáxia que está ao redor desse buraco negro parece especialmente brilhante.

3. Júpiter e suas auroras

As auroras de Júpiter são fenômenos de luz na atmosfera que se formam quando as partículas de alta energia estão perto dos polos magnéticos do planeta e colidem com átomos de gás.

4. A Terra vista da Lua

Uma das imagens mais célebres foi esta capturada em julho de 1969 pela nave Apollo 11. Nela, a Terra aparece se erguendo sobre o horizonte da Lua.

5. A espada do Orion

Esta imagem do telescópio espacial Spitzer mostra a nebulosa de Orion, uma das mais brilhantes já vistas, conhecida como "a fábrica maciça de estrelas mais próxima da Terra". A Espada de Órion corresponde a três estrelas - 42 Orionis, Theta Orionis, e Iota Orionis - junto com o objeto M42, que é a nebulosa em si.

6. Primeiro passeio espacial

Caption

Este é o astronauta Edward H. White II, piloto do voo espacial Gemini-Titan 4, a primeira pessoa a caminhar no espaço. Em 1965 ficou fora da nave por 21 minutos, prespo por um cabo de sete metros.

7. Nebulosa de Carina

Formação de gás e poeira da nebulosa de Carina, capturada pelo telescópio espacial Hubble em 2010. A nebulosa se encontra a uma distância estimada entre 6.500 e 10.000 anos-luz da Terra, e aparece na direção da constelação de Carina. Trata-se de uma das maiores nebulosas da Via Láctea e é cerca de quatro vezes maior e mais brilhante do que a famosa Nebulosa de Órion.

8. Via Láctea

Essa imagem foi gerada através da combinação de trabalhos de observatórios da NASA e dos telescópios Hubble e Spitzer. São imagens da região central da Via Láctea, produzidas para celebrar o Ano Internacional da Astronomia, em 2009.

9. Passos na superfície lunar

Mais uma foto histórica, de quando o astronauta Edwin E. Aldrin, piloto do módulo lunar da Apollo 11, caminhou sobre a superfície da Lua em 20 de julho de 1969.

10. Andrômeda

Essa é uma imagem criada pela NASA Galaxy Evolution Explorer para retratar a galáxia Andrômeda, que está em rota de colisão com a Via Láctea. Mas isso vai demorar muito para acontecer, já que ela está a 2,54 milhões de anos-luz de distância. Estima-se que o encontro galático aconteceria daqui a 4 bilhões de anos, e nesta época a vida na Terra provavelmente nem exista mais da forma como a conhecemos.

11. Buraco negro

Esta imagem foi gerada por computador para retratar como é um buraco negro supermassivo no núcleo de uma galáxia.

12. Marte

Essa imagem de 1997 mostra detalhes do solo marciano, enquanto um rover anda sobre as rochas.

13. A Terra e a Lua

Caption

A sonda Galileo, da NASA, capturou imagens da Terra e a Lua, que foram unidas para criar esta combinação.

14. Lua

Mais uma imagem da Lua capturada pela sonda Galileo. Esse registro foi feito no dia 7 de dezembro de 1992, enquanto a sonda seguia seu rumo em direção a Júpiter.

15. Nebulosa de Helix

A Nebulosa de Hélix, também conhecida como Nebulosa da Hélice, fica na constelação de Aquário e foi descoberta por volta de 1824. É uma das mais próximas da Terra, apenas a cerca de 700 anos-luz de distância. Seu formato a tornou muito famosa na internet, e graças a essa aparência foi chamada várias vezes de "Olho de Deus". Nebulosas planetárias como esta são formadas no final da vida de uma estrela por uma corrente de gases que escapam do processo de mote da estrela. Essa imagem foi capturada pelo telescópio espacial Spitzer.

Fonte: El País

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.