NASA se une a 11 empresas privadas para desenvolver novo módulo lunar

Por Patrícia Gnipper | 18 de Maio de 2019 às 09h15
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

A NASA revelou que está somando esforços com 11 empresas privadas, incluindo Boeing, Blue Origin e SpaceX, para desenvolver o novo módulo lunar que fará o transporte de astronautas da nave orbital à superfície da Lua, e vice-versa. Tal programa se chama Next Space Technologies for Exploration Partnerships (NextSTEP) e é parte da missão Artemis, que levará a primeira mulher ao nosso satélite natural em 2024, marcando o retorno da humanidade na exploração presencial lunar.

As empresas ficam responsáveis por conduzir estudos e construir protótipos do módulo lunar em questão e, para isso, a agência espacial oferece a elas um total de US$ 45,5 milhões para que o trabalho seja feito nos próximos seis meses.

A ideia é analisar todas as propostas para utilizar soluções e tecnologias interessantes propostas por cada uma delas, tecnicamente e também financeiramente falando, com o módulo lunar sendo capaz de se acoplar à estação Gateway, que ficará permanentemente na órbita da Lua, fazendo a ponte entre a Terra e o satélite natural. Daqui, os astronautas partirão a bordo da nave Orion, que chegará à Gateway. Da estação, o módulo lunar em questão fará o transporte à superfície, e de lá de volta à Gateway, e da Gateway de volta à Terra com a mesma Orion que os levou. A NASA exige que o módulo lunar tenha capacidade de reabastecimento para que ele seja reutilizável.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Cada empresa terá tarefas diferentes nesta missão: algumas trabalharão em todos os elementos que compõem um módulo lunar, enquanto outras focarão em apenas alguns deles. A SpaceX, por exemplo, ficou responsável por um estudo sobre o elemento de descida do módulo, enquanto a Blue Origin também estudará um veículo de transferência — a empresa, na verdade, já se antecipou e revelou a ideia da nave Blue Moon recentemente.

As outras empresas envolvidas no NextSTEP são: Aerojet Rocketdyne, Dynetics, Lockheed Martin, Masten Space Systems, Northrop Grumman Innovation Systems, OrbitBeyond, Sierra Nevada Corporation e SSL. Para a missão Artemis, a NASA pede ao Governo dos EUA que adicione mais US$ 1,6 bilhão ao orçamento, tudo para que o prazo de 2024 seja cumprido, já que, anteriormente, o cronograma previa essa nova ida à Lua acontecendo somente em 2028, mas justamente sob pressão do governo a missão precisou ser antecipada.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.