NASA permanecerá relevante mesmo com empresas privadas indo ao espaço

Por Patrícia Gnipper | 31 de Maio de 2018 às 17h00
TUDO SOBRE

NASA

A exploração do espaço por parte de empresas privadas está caminhando a passos largos, com companhias como SpaceX, Virgin Galactic e Blue Origin avançando rapidamente com este objetivo em mente. Mas, de qualquer maneira, a NASA seguirá relevante no que diz respeito à exploração espacial, continuando a proporcionar avanços científicos que podem, justamente, viabilizar a ação das empresas privadas.

Na semana passada, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou diretrizes para que as empresas espaciais do setor privado possam agir daqui em diante, mencionando a NASA no que diz respeito a levar, mais uma vez, os americanos para a Lua, além de uma missão tripulada para Marte.

Com isso, a agência espacial dos EUA seguirá conduzindo a exploração espacial, abrindo caminho para a atividade das privadas na sequência, que se beneficiarão de suas descobertas e invenções. "Nós precisamos testar novas técnicas e garantir que elas funcionarão", disse Peggy Whitson, astronauta da NASA, referindo-se ao pioneirismo da agência espacial.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ela adiciona, ainda, que "a NASA está fazendo o que deveria enquanto uma organização governamental — a verdadeira exploração espacial que permite que empresas privadas tenham os meios de fazer o mesmo". Isso significa que empresários como Elon Musk, com seus ambiciosos planos de explorar Marte com a SpaceX, continuarão precisando da NASA para concretizar seus objetivos, trabalhando em conjunto, no melhor dos cenários.

E Whitson também acredita que o futuro da exploração espacial está justamente na colaboração, não somente entre a NASA e as empresas privadas, bem como entre nações internacionais com objetivos em comum. "Eu realmente acredito que a Estação Espacial Internacional está demonstrando o que podemos fazer internacionalmente falando — com grande esforço coletivo o projeto se mostra mais bem sucedido", disse a astronauta.

Para Whitson, o legado da ISS será "que nós podemos fazer essas coisas complexas juntos, internacionalmente; eu sei que isso parece um mar de rosas, mas se conseguirmos isso, talvez este seja o nosso caminho rumo ao futuro".

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.