Meteorito achado na Suécia veio de "bola de fogo" que tinha mais de 9 toneladas

Por Danielle Cassita | 01 de Março de 2021 às 19h20
Reprodução/Andreas Forsberg/Anders Zetterqvist

No início de novembro do ano passado, um meteoro do tipo “bola de fogo” brilhou no céu da cidade de Uppsala, na Suécia. A rocha espacial em questão pesava mais de nove toneladas, deixando alguns fragmentos durante sua passagem pela atmosfera da Terra — e, agora, um deles acaba de ser encontrado por cientistas noruegueses. O fragmento pesa cerca de 14 kg e deixou vestígios do impacto na vegetação local.

Após a passagem do meteoro em Uppsala, cientistas do Swedish Museum of Natural History calcularam que alguns fragmentos do meteorito provavelmente caíram perto do vilarejo de Ådalen. De fato, eles encontraram pequenos pedaços que não mediam mais que alguns milímetros, mas notaram também que uma rocha e raízes de árvore no local claramente haviam sido atingidos por algo maior e pesado.

Os geólogos Andreas Forsberg e Anders Zetterqvist decidiram voltar à região e encontraram um pedaço bem maior da rocha, que provavelmente foi o responsável por esmagar a pedra observada antes. Tratava-se de um meteorito parcialmente coberto por musgo, que estava a quase 70 metros da área em que os fragmentos menores foram encontrados. Um lado do objeto era chato e tinha rachaduras, provavelmente causadas pela colisão.

Os geólogos Andreas Forsberg e Anders Zetterqvist segurando a rocha (Imagem: Reprodução/Andreas Forsberg/Anders Zetterqvist)

Forsberg explica que a rocha provavelmente pulou duas vezes ao cair: “o primeiro impacto foi na pedra, e depois ricocheteou dali para a área com o musgo e as raízes, onde o meteorito foi completamente esmagado”, disse. “Dali, ele ricocheteou de novo por 70 metros na direção reversa, é fascinante”. Segundo ele, a descoberta ficou o mais secreta o possível para evitar que outras pessoas encontrassem o meteorito e o levassem para fora da Suécia.

Eles notaram haver também depressões circulares no objeto, que se formam nos meteoritos de ferro quando a rocha derrete parcialmente durante a passagem pela atmosfera terrestre: “esse é o primeiro exemplo claro de um meteorito que caiu recentemente em nosso país”, disse Dan Holtstam, curador do museu. Essa também foi a primeira vez em 66 anos que meteoritos relacionados a uma bola de fogo são encontrados no país. “Está em ótima condição, e meteoritos de ferro geralmente enferrujam na natureza, então vamos analisá-lo e, possivelmente, exibi-lo no museu no futuro”, completa.

Eric Stempels, astrônomo da Universidade de Uppsala, explica que, agora que sabem ser um meteorito de ferro, é possível refinar as simulações da queda: “é bem provável que este meteorito seja o maior fragmento que existe deixado pela rocha de 9 toneladas, e provavelmente há pedaços menores deixados na região”. Os meteoritos de ferro são o segundo tipo mais comum que cai na Terra, seguidos dos meteoritos rochosos e, como vêm do núcleo de planetas e asteroides, é possível que guardem pistas sobre a formação do Sistema Solar.

Fonte: Live Science, Local

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.