Líridas atinge o pico nesta semana! Saiba como ver a chuva de meteoros de abril

Líridas atinge o pico nesta semana! Saiba como ver a chuva de meteoros de abril

Por Daniele Cavalcante | 20 de Abril de 2020 às 14h10
David Kingham

Nos próximos dias, teremos a oportunidade de assistir aos momentos mais intensos da Líridas, a chuva de meteoros que acontece todos os anos no mês de abril. O fenômeno começou no dia 14 e vai até o dia 30, mas o pico está previsto para a madrugada do dia 22 - espera-se que vejamos em média 18 meteoros por hora.

Infelizmente, essa média não será visível para todos. Como a chuva de meteoros acontece na direção da constelação de Lyra - por isso recebeu o nome de Líridas -, os habitantes do hemisfério norte serão privilegiados com 10 a 20 meteoros por hora. Aqui no hemisfério sul, serão observáveis 7 a 15 por hora, o que também não é nada mal!

No Brasil, as regiões Norte e Nordeste terão vantagens em relação ao restante do país. Por lá, pode-se esperar até 16 meteoros por hora. Já na região Sul, serão visíveis apenas 7 por hora. Ainda assim, este é um dos eventos astronômicos mais admirados, porque pode ser acompanhado por qualquer um e a olho nu, sem a necessidade de nenhum equipamento especial. Basta olhar para o céu e esperar as "estrelas cadentes" aparecerem!

Neste ano, a Líridas acontecerá durante a fase nova da Lua. Isso é uma ótima notícia, pois a drástica redução da luminosidade lunar ajudará ainda mais a enxergar os meteoros. Em 2019 não houve tanta sorte - a Líridas ocorreu durante a fase mais brilhante da Lua.

Sobre a chuva de meteoros Líridas

Quando o cometa Thatcher circula o Sol, deixa uma trilha de poeira detritos. Às vezes, lança mais poeira do que outras, criando filamentos mais densos que podem gerar um número inesperadamente alto de meteoros Líridas quando a Terra passa pela trilha (Imagem: Bob King)

Essa chuva de meteoros é formada por pó e detritos que se desprendem do cometa Thatcher, quando ele passa pelo Sistema Solar, o que acontece uma vez a cada 415 anos. Quando a Terra passa pelo rastro do cometa durante sua órbita ao redor do Sol, os fragmentos acabam passando pela nossa atmosfera, aí eles se queimam e caem na forma daquilo que chamamos de “estrelas cadentes”.

A Líridas é conhecida pela humanidade há bastante tempo. Existem registros dessa chuva de meteoros no livro chinês de crônicas Zuo Zhuan, do ano de 687 a.C., e há também um registro de astrônomos chineses de que, no ano 15 a.C., a Líridas foi um evento impressionante.

Como observar a chuva de meteoros Líridas

Chuva de meteoros Líridas (Foto: Yuri Beletsky)

Uma vantagem desse evento astronômico é que não precisamos nos preocupar com locomoção. Em tempos de isolamento social, é uma boa oportunidade de apreciar algo incrível no céu sem a necessidade de sair de casa. Tudo o que você precisa é ficar acordado à noite e sair na varanda, quintal, ou até mesmo uma janela posicionada em uma boa direção, e então olhar para o céu. Quanto mais escuro estiver o ambiente, melhor, então vale apagar todas as luzes de casa!

O melhor horário para conferir o pico deste ano começa por volta das 2h do dia 22 (ou seja, na madrugada de terça para a quarta-feira) e vai até pouco antes do amanhecer. Apesar de o radiante da chuva ficar na constelação da Lira, não precisa olhar nesta direção para ver os meteoros. Eles parecem sair da constelação, mas cruzam o céu para todos os lados.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.