Siga o @canaltech no instagram

Início dos testes do programa da NASA com SpaceX e Boeing é adiado mais uma vez

Por Patrícia Gnipper | 07 de Fevereiro de 2019 às 15h52
NASA
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

Já com anos de atraso para começar, o Commercial Crew Program — programa da NASA que firma parceria com empresas privadas para transportar astronautas norte-americanos à Estação Espacial Internacional — acaba de ser adiado mais uma vez. A agência espacial dos Estados Unidos explicou os motivos em seu blog oficial nesta quinta-feira (7).

As duas empresas que fazem parte do programa são SpaceX e Boeing, respectivamente com suas naves Crew Dragon e Starliner. Essas são as naves que serão usadas pela NASA no transporte de pessoas à ISS, coisa que hoje ainda acontece por meio de naves Soyuz, da Rússia. A ideia, com este programa comercial, é que o país norte-americano se independa da antiga rival Rússia nessa tarefa.

Era para que os primeiros testes não tripulados com as novas naves acontecessem em 2017, e diversos atrasos de desenvolvimento, construção e cronograma aconteceram por uma série de imprevistos de todos os lados da história. No final do ano passado, a NASA anunciou o novo cronograma do programa, prevendo que a SpaceX já testaria a Crew Dragon em um primeiro lançamento agora em fevereiro, com a Boeing fazendo o mesmo na sequência. Contudo, agora a agência remarcou os lançamentos de teste de ambas, com o teste da SpaceX estando previsto para o dia 2 de março, enquanto o voo orbital da Boeing ficou para o dia 4 de abril.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
As naves Starliner e Crew Dragon

Esse atraso foi mais uma vez necessário para que os testes em chão pudessem ser concluídos com a devida segurança, incluindo testes de hardwares, verificação de dados, revisões por parte da NASA e treinamento dos controladores de voo e gerentes da missão. Vale lembrar que a NASA ficou fechada por semanas no início do ano, em consequência de uma paralisação geral no governo dos EUA, e isso pode também ter contribuído para com este novo adiamento.

Caso não aconteçam novos imprevistos que exijam mais mudanças no cronograma, para este ano de 2019 o Commercial Crew Program está agendado da seguinte maneira:

  • Teste não tripulado da SpaceX com a Crew Dragon (Demo-1): 2 de março
  • Teste não tripulado da Boeing com a Starliner: 4 de abril
  • Teste de aborto de missão da Boeing: maio
  • Teste de aborto de missão da SpaceX: junho
  • Teste tripulado da SpaceX (Demo-2): julho
  • Teste tripulado da Boeing: agosto

Sendo assim, caso tudo ocorra nos conformes com os primeiros lançamentos não tripulados e os testes de anulação de voo também ocorram sem problemas, em julho poderemos acompanhar, provavelmente ao vivo, o primeiro lançamento da SpaceX carregando pessoas para a Estação Espacial Internacional, marcando o início do fim da parceria entre EUA e Rússia no que diz respeito a levar astronautas à ISS. Ambos os países trabalham em conjunto nessa missão desde 2011, com o encerramento do programa estadunidense do Ônibus Espacial.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.