Ingenuity voa pela 9ª vez em Marte e enfrenta os maiores desafios de sua jornada

Ingenuity voa pela 9ª vez em Marte e enfrenta os maiores desafios de sua jornada

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 06 de Julho de 2021 às 17h05
NASA

O rover Perseverance pousou em Marte no mês de fevereiro. Em sua “barriga”, estava o helicóptero Ingenuity, que já realizou vários voos de sucesso no Planeta Vermelho — e o mais recente deles aconteceu nesta semana. Na segunda-feira (5), a pequena aeronave realizou seu nono voo. Ainda não há detalhes estatísticos e imagens, mas já sabemos que esta tentativa foi mais arriscada que as anteriores.

De acordo com uma publicação da NASA no Twitter, este foi o voo mais desafiador já feito pelo Ingenuity. O pequeno helicóptero voou por 166,4 segundos, à velocidade de 5 m/s. Antes desta tentativa, a agência espacial já havia feito uma publicação com as expectativas para o voo; desta vez era esperado que o helicóptero pegasse um atalho para passar por um terreno rochoso, que não é seguro para o rover Perseverance.

Confira o tuíte, com uma foto da sombra do Ingenuity durante o voo:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Embora esteja equipado com vários recursos e instrumentos, o rover Perseverance tem algumas limitações de áreas que pode explorar em segurança. Atualmente, ele está na fronteira da região chamada de “Séítah”, considerada de interesse científico. “Há ondulações arenosas, que podem ser um terreno muito desafiador para veículos com rodas, como o rover”, explicou a equipe do helicóptero em outra publicação.

Por isso, eles decidiram arriscar algo que somente uma aeronave poderia conduzir em Marte: pegar um atalho em uma parte da região de Séitah para, depois, pousar em uma planície ao sul. Durante a viagem, o helicóptero iria fazer fotos coloridas das rochas e ondulações. A missão seria um desafio para o algoritmo de navegação do Ingenuity, que foi criado para determinar a posição do helicóptero no caminho de voo, mas considerando somente terrenos planos. Por isso, o sistema não tem recursos para considerar as diferentes formações geológicas de Séítah. A boa notícia é que bastava voar alto o suficiente, e o Ingenuity poderia passar por lá sem problemas.

Além disso, a equipe decidiu correr o risco tanto pelo excelente desempenho que o helicóptero vem mostrando, quanto pelos objetivos da fase atual da missão de demonstração. O primeiro voo aconteceu em abril, e outros quatro voos deveriam ter acontecido ao longo de um mês para mostrar se, afinal, seria possível realizar voos controlados na fina atmosfera marciana. Como o Ingenuity vem mostrando grande robustez e resiliência durante suas aventuras aéreas em Marte, a NASA decidiu estender a missão do helicóptero, que, agora, acompanhará o ritmo do Perseverance em sua busca por bioassinaturas na cratera Jezero, caso existam.

Fonte: Space.com, NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.