Incêndio ameaça local com mais de 20 observatórios astronômicos no Arizona

Incêndio ameaça local com mais de 20 observatórios astronômicos no Arizona

Por Wyllian Torres | Editado por Rafael Rigues | 17 de Junho de 2022 às 17h45
KPNO

Na madrugada desta sexta-feira, um incêndio alcançou o Observatório Nacional de Kitt Peak (KPNO), no Arizona, um importante complexo que reúne mais de 20 observatórios astronômicos dos EUA. As autoridades locais conseguiram conter o avanço do fogo, mas ainda não há informações sobre danos aos delicados instrumentos.

Chamado "incêndio de Contreras", o fogo começou no dia 11 de junho em um dos picos das montanhas Baboquivari, que ficam ao sul do observatório. Ele foi gerado por um raio que caiu na região, e se alastrou por conta do difícil acesso dos bombeiros ao local.

O observatório abriga mais de 20 importantes telescópios dos EUA (Imagem: Reprodução/Domínio Público)

Além disto, a paisagem seca e quente e os fortes ventos ajudaram a espalhar o incêndio. Nesta quinta-feira, o fogo já havia queimado cerca 46,5 km quadrados da região. À noite, a equipe do observatório decidiu remover árvores e arbustos próximos ao cume sul.

O trabalhou envolveu a limpeza ao redor das cúpulas individuais e de tanques de propano inflamáveis. Aviões foram usados para lançar produtos que retardam o avanço do fogo sobre os principais focos de incêndio na região; e a energia local foi cortada na manhã desta sexta-feira

Avanço do fogo sobre o observatório registrado no dia 16 de junho (Imagem: Reprodução/KPNO)

Nesta madrugada, o fogo atingiu a crista sudoeste do observatório, onde ficam importantes ferramentas da astronomia como os telescópios Hiltner, McGraw-Hill, Very Long Baseline Array Dish e o UArizona. Por enquanto, não há notícias de danos a eles.

Nos últimos dias a temperatura da região de Tucson, cidade do Arizona onde fica o observatório, atingiu os 40 °C. A boa notícia é que a previsão do tempo indica a possibilidade de chuva para a manhã deste sábado (18).

Fonte: NOIRLab

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.