Fracasso em testes com paraquedas faz missão ExoMars ser adiada

Por Patrícia Gnipper | 16 de Agosto de 2019 às 17h50
ESA

A missão ExoMars, elaborada em conjunto pela europeia ESA e pela russa Roscosmos, precisou ser adiada após testes que fracassaram envolvendo o paraquedas, essencial para o pouso do rover Rosalind Franklin no Planeta Vermelho. A nova previsão de lançamento agora ficou para entre julho e agosto de 2020.

Um primeiro teste com o paraquedas em questão se mostrou bem sucedido no ano passado, mas os dois realizados em 2019, em alta altitude, falharam. A maioria das missões em Marte usa um paraquedas em algum momento durante o pouso, ainda que as naves contem com sistemas de frenagem por meio de propulsores, mas, apesar deste histórico de sucesso, a tecnologia não é infalível. Cada módulo de aterrissagem tem um tamanho, formato ou procedimento diferentes, o que muda as exigências do paraquedas — então simplesmente não vale copiar projetos anteriores, sendo necessário adaptá-los e testá-los caso a caso.

Sequência de ativação do paraquedas da ExoMars (Imagem: ESA)

A ExoMars contará com o rover Rosalind Franklin, da ESA, e um módulo de pouso russo chamado Kazachock, e o paraquedas elaborado para o pouso do conjunto é o maior já pensado em qualquer missão marciana. A configuração final do aparelho exige dois paraquedas principais, cada um com uma rampa piloto menor que ajusta o principal no processo de ele se inflar. Ambos os paraquedas em questão apresentaram falhas nos testes feitos neste ano.

“É decepcionante que as adaptações de design de precaução introduzidas após as anomalias do último teste não tenham nos ajudado a passar o segundo teste com sucesso, mas como sempre continuamos focados e estamos trabalhando para entender e corrigir a falha para lançar no próximo ano", disse François Spoto, líder da equipe ExoMars na ESA.

O rover Rosalind Franklin em ambiente de testes (Foto: ESA)

Em setembro, será realizado um workshop entre os cientistas envolvidos no projeto para que, juntos, eles consigam melhorar o sistema dos paraquedas, e vão contar com engenheiros da NASA que trabalharam em sistemas anteriores, numa união internacional de forças em prol da exploração espacial. Depois disso, um novo teste de alta altitude será feito no final deste ano, e a equipe espera certificar o sistema como operacional e confiável no início do ano que vem.

De acordo com a Roscosmos, a janela de lançamento da ExoMars agora ficou para entre os dias 26 de julho e 13 de agosto de 2020, com pouso em Marte programado para março de 2021.

Fonte: ESA, Mars Daily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.