Foguete Falcon 9 será lançado novamente na tarde desta segunda-feira (2)

Por Eduardo Hayashi | 02 de Abril de 2018 às 14h49
photo_camera The Drive

O próximo passo da Space X agora é fazer um novo lançamento do foguete Falcon 9 para realizar o transporte de cargas para a Estação Espacial Internacional (International Space Station ou ISS), na segunda missão coordenada pela NASA. O lançamento ocorrerá em Cabo Canaveral, na Flórida, na tarde no desta segunda-feira (2) às 17h30 do horário de Brasília.

A missão espacial, nomeada de CRS-14, ocorre apenas três dias depois depois o lançamento dos 10 satélites de internet da Iridium. A carga de aproximadamente 2,6 toneladas está armazenada em uma das cápsulas Dragon, da Space X, e consiste basicamente em suprimentos e diversos materiais para experimentos científicos.

Esta é a segunda vez que a Space X auxilia a NASA com o Falcon 9, além de ser a terceira vez que as cápsulas Dragon são utilizadas para transportar materiais e mantimentos para a ISS. No entanto, a companhia espacial de Elon Musk comentou que dessa vez não há planos para uma aterrissagem vertical controlada do foguete para o reaproveitamento completo das peças, como ocorreu na missão anterior, afirmando que a decisão mais adequada na situação seria apenas a de coletar dados sobre a reentrada e o pouso do veículo no oceano.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O outro grande objetivo com a missão é o de trazer para a Terra o Robonaut 2, robô humanoide desenvolvido para a execução de missões muito arriscadas no espaço, que está com problemas de funcionamento e necessita de reparos antes de ser enviado novamente à ISS.

Robonautic 2 durante testes para conexão de suas pernas (Foto: NASA)

Embora a Space X não tenha planos para a reutilização dos componentes do Falcon 9 com a CRS-14, a companhia está atualmente passando por uma transição que visa algumas atualizações em seus foguetes, em um projeto chamado de Block 5, que inclui a implementação foguetes de alto desempenho, materiais mais resistentes e pernas de pouso retráteis – algo que deve reduzir drasticamente os custos em futuras incursões espaciais. Há previsões de que tudo isso seja colocado em prática ainda no final de abril, por meio de uma missão que colocará na órbita terrestre um satélite de comunicações de Bangladesh.

O lançamento poderá ser acompanhado a partir de diversas transmissões online às 17h30 horário de Brasília. Caso algo ocorra fora do esperado, a companhia já informou que uma nova tentativa será realizada nesta terça-feira (3) às 17h08 do horário de Brasília.

Fonte: TheVerge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.