Essa galáxia espiral tem apenas um braço — e ninguém sabe o porquê

Por Daniele Cavalcante | 03 de Abril de 2020 às 20h30
Hubble

Localizada na direção da constelação Canes Venatici (Cães de Caça), a cerca de 21 milhões de anos-luz de distância da Terra, está a NGC 4618, uma peculiar galáxia que tem apenas um braço espiral. Ela foi descoberta em 1787 pelo famoso astrônomo William Herschel, cerca de 6 anos após sua descoberta mais famosa - o planeta Urano. Mas o motivo de esta galáxia "diferentona" ter apenas um braço permanece um mistério para os astrônomos.

Ela não é muito grande, tendo apenas cerca de um terço do diâmetro da Via Láctea. O fato de ela ter um único braço lhe garantiu um lugar no Atlas of Peculiar Galaxies, catálogo que documenta galáxias peculiares universo afora, produzido em 1966. Neste atlas, a NGC 4618 é uma das três únicas galáxias espirais com um braço só.

E este não é um mistério fácil de resolver. Astrônomos têm buscado uma resposta há muito tempo, e pode ser que uma das pistas sejam as galáxias vizinhas. É possível que alguma delas esteja interagindo gravitacionalmente com a NGC 4618, causando esse efeito. Temos, inclusive, muitos exemplos de como esse tipo de interação altera a morfologia de algumas galáxias, como parece ser o caso da própria Via Láctea e seu formato em S como resultado da interação com uma galáxia menor.

Imagem da galáxia NGC 4625 capturada pelo telescópio Hubble

No entanto, um estudo publicado no The Astronomical Journal concluiu que nenhuma interação com outras galáxias poderia explicar a presença de apenas um braço na NGC 4618. Os autores do artigo justamente buscaram “saber se essas duas galáxias estão realmente interagindo e que efeito essa interação pode ter sobre o NGC 4618 e o NGC 4625, principalmente no que diz respeito à formação".

Eles disseram que, de acordo com suas observações, o “gás que se acredita ser a ponte que liga as duas galáxias tem dois componentes cinemáticos bem definidos e separados”. Essa constatação seria um “forte argumento contra [a ideia de] uma interação contínua entre as galáxias NGC 4618 e NGC 4625”. Os discos externos das duas galáxias são distintos, indicando que elas não estão interagindo.

Os pesquisadores concluem, então, que a estrutura da NGC 4618 e a natureza de seu disco externo sugerem que existe "alguma interação". Mas apenas isso, pois não se sabe ainda com que outro objeto a galáxia estaria interagindo. De qualquer forma, parece certo que há alguma coisa acontecendo por lá, ou tenha acontecido talvez há muito tempo, para que esta galáxia curiosa tenha apenas um braço espiral. Mas, para descobrir mais sobre isso, serão necessários mais estudos.

Fonte: Universe Today

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.